Cruzeiro supera Atlético-MG em clássico eletrizante e ofusca estreia de Fred

Cruzeiro vira o placar duas vezes, termina com oito em campo, mas consegue vitória fora de casa e sai da zona de rebaixamento; Galo, agora, é o primeiro da zona da degola

Cruzeiro supera Atlético-MG em clássico eletrizante e ofusca estreia de Fred
(Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)
Atlético-MG
2 3
Cruzeiro
Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Leonardo Silva, Leandro Donizete, Rafael Carioca, Júnior Urso (intervalo, Carlos Cesar), Patric, Robinho (min. 63, Clayton, 2ºT), Carlos (min. 76, Carlos Eduardo, 2ºT), Fred
Cruzeiro: Fábio; Lucas, Bruno Viana, Bruno Rodrigo, Bryan, Lucas Romero, Henrique, Arrascaeta, Élber (min. 69, Bruno Ramires, 2ºT), Riascos (min. 79, Fabrício Bruno, 2ºT), Alisson (min. 61, Allano, 2ºT)
Placar: 1-0, min. 13, Rafael Carioca; 1-1, min. 18, Alisson; 1-2, min. 48, Riascos; 2-2, min. 55, Fred; 2-3, min. 61, Bruno Rodrigo.
ÁRBITRO: Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP), auxiliado pelos mineiros Guilherme Dias Camilo (FIFA) e Pablo Almeida da Costa. Cartões amarelos: Gabriel, Robinho, Clayton e Fred (CAM), Fábio, Bruno Viana, Lucas (2), Henrique, Fabrício Bruno e Alisson (CRU). Cartões vermelhos: Marcos Rocha (CAM), Bryan, Lucas e Lucas Romero (CRU)
INCIDENCIAS: Partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, disputada no Estádio Independência, no domingo (12), às 16h, para um público de 19.484 torcedores.

Cruzeiro e Atlético-MG protagonizaram um grande clássico na tarde deste domingo (12), no Independência, pelo Campeonato Brasileiro 2016. A Raposa levou a melhor com gols de Alisson, Riascos e Bruno Rodrigo, enquanto Rafael Carioca e o estreante Fred marcaram para o Galo. Com o resultado fora de casa, o Cruzeiro ultrapassou o rival na tabela de classificação, indo para o 14º colocação, enquanto a equipe alvinegra caiu para a 17º posição, primeira da zona do rebaixamento. 

O Atletico abriu o placar com Rafael Carioca e cinco minutos depois viu o Cruzeiro chegar ao empate com Alisson. No segundo tempo, aos 3min, Riascos virou o jogo para a Raposa, mas Fred ainda conseguiu empatar. Aos 16min, Bruno Rodrigo mergulhou sozinho e cabeceou para colocar o Cruzeiro na frente do placar de novo e decretar a segunda vitória da sua equipe no Brasileirão.

O jogo foi muito tumultuado, sendo contabilizados 15 cartões. Pelo lado do Cruzeiro, Fábio, Bruno Viana, Henrique, Fabrício Bruno, Alisson, e Lucas foram amarelados, sendo este último expulso por levar dois cartões amarelos. Na equipe de Marcelo Oliveira, Gabriel, Robinho, Clayton e Fred foram advertidos. As expulsões ficaram por conta dos cruzeirenses Lucas, Bryan e Lucas Romero, e do atleticano Marcos Rocha.

Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Flamengo, às 21h45min, no Mineirão, jogo a ser realizado na quarta (15). No dia seguinte, o Atlético vai até o sul do país para enfrentar o líder Internacional, às 19h30min, no Beira Rio.

Equipes fazem primeiro tempo bastante movimentado com gols de Rafael Carioca e Alisson

Os donos da casa começaram a partida pressionando o Cruzeiro. No primeiro lance de perigo do jogo, Júnior Urso chegou bem pelo lado direito em troca de passes com Marcos Rocha, mas foi interceptado. Na cobrança de escanteio, Urso tentou o cabeceio para o gol, mas foi para fora. No minuto seguinte, Carlos tentou antecipar-se em relação a Fábio, ao receber passe de Júnior, mas o goleiro saiu tranquilo para ficar com a bola.

O Galo seguia atacando muito pelo lado direito do campo e conseguiu abrir o placar aos 13min. O lateral do Cruzeiro, Lucas, cometeu uma falta em Carlos quase na entrada da grande área e foi amarelado. Na cobrança, Rafael Carioca mandou um chute rasteiro que desviou na barreira, acabando com as chances de defesa do goleiro Fábio. Mas a equipe de Paulo Bento não se intimidou com o placar negativo e chegou ao gol de empate cinco minutos depois, com Alisson. O meia Arrascaeta fez bela jogada pela direita, passou pela marcação do zagueiro Leonardo Silva, e cruzou para Alisson, que entrava na área. No meio de dois marcadores, o atacante conseguiu empurrar a bola para as redes de Victor.

Depois de igualar o placar, o Cruzeiro conseguiu se organizar e passou a errar menos passes. Aos 30min, Lucas Romero fez um longo lançamento para Élber, que ficou sozinho de frente ao goleiro Vítor, mas ao tentar encobri-lo, o arqueiro conseguiu afastar a bola. Do outro lado, o Atlético tentou responder com Patric, que finalizou para o gol depois de receber cruzamento de Marcos Rocha, mas no meio do caminho, a bola explodiu em seu colega de time, Júnior Urso. Na sobra, Marcos Rocha, chutou para fora. No último lance do primeiro tempo, Fred ainda cabeceou para o gol,em cruzamento de Patric, mas Fábio defendeu sem dificuldade.

Fred marca, mantém sua tradição de fazer gol em estreias, mas vê ex-time sair do Independência com a vitória

Na volta para o segundo tempo, o Cruzeiro conseguiu virar o placar, aos 3min, com Riascos. No lance, Arrascaeta fez bela jogada e finalizou em cima do goleiro Victor, que deixou a bola escapar e parar nos pés de Riascos. O atacante só teve o trabalho de empurrar para o gol. Sete minutos depois, o placar voltou a ficar igual com gol de Fred, na sua estreia com a camisa alvinegra. Robinho fez um lançamento para Patric, que, no limite, cruzou para Fred dominar e mandar para o fundo das redes.

O jogo seguia eletrizante, e aos 11min uma confusão foi instaurada em campo, depois que o zagueiro atleticano, Gabriel, cometeu uma falta em Arrascaeta. Na discussão, os laterais Marcos Rocha (CAM) e Bryan (CRU), que já vinham se estranhando na partida, foram expulsos. No momento da confusão, um chinelo foi arremessado no campo, vindo da arquibancada, e o atacante Fred entregou o objeto para um gandula a beira do campo, que o escondeu. O volante cruzeirense Henrique, ao perceber a tentativa de acobertamento da situação, avisou ao árbitro e por reclamação, junto com Fred, foi advertido com um cartão amarelo.

Pouco depois da confusão, o Cruzeiro voltou a ficar na frente do placar com gol do zagueiro Bruno Rodrigo, que mergulhou sozinho, após receber cruzamento de Arrascaeta. Em desvantagem, o Atlético partiu, novamente, em busca do gol de empate. O Cruzeiro ainda teve o lateral Lucas expulso, e, sem os dois laterais, tentou segurar a pressão alvinegra, que explorava os ataques pelos lados do campo. No fim do jogo, Lucas Romero ainda foi expulso, deixando o Cruzeiro com oito jogadores. Os minutos finais foram dramáticos para a equipe de Paulo Bento, que, de forma aguerrida, conseguiu sair do Independência com a vitória.