Paulo Bento exalta poder ofensivo do Cruzeiro e afirma: “Vitória é mais do que justa”

Com dois gols de Willian, equipe celeste vence a primeira em casa e se afasta da zona de rebaixamento

Paulo Bento exalta poder ofensivo do Cruzeiro e afirma: “Vitória é mais do que justa”
Vitória sobre o líder Palmeiras é a primeira de Paulo Bento em casa, no Brasileirão (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

O Cruzeiro venceu o Palmeiras, por 2 a 1, neste sábado (25), no Mineirão, pela 11º rodada do Campeonato Brasileiro. O time alviverde abriu o placar com Gabriel Jesus, mas o atacante cruzeirense Willian marcou dois em seu retorno como titular da equipe e carimbou a vitória celeste. Com o resultado, a Raposa soma 14 pontos, ocupando, momentaneamente, a nona posição, já que aconteceram somente duas partidas no dia. Já o Palmeiras mantém seus 22 pontos e segue na liderança, mas pode ser ultrapassado pelo Internacional, que enfrenta o Botafogo, no domingo (26). 

O triunfo celeste foi a primeira vitória em casa da equipe de Paulo Bento, que elogiou a organização do time na partida. “Tivemos bons momentos, jogamos com uma boa equipe, que é líder do campeonato. Creio que o sofrimento que tivemos se deu por conta de o resultado estar 2 a 1 a nosso favor, mas poderíamos ter resolvido o jogo muito mais cedo, acredito que a vitória é mais do que justa. O resultado veio pela inúmeras possibilidades que criamos, mas o mais importante desse jogo foi a organização da equipe”, destacou o treinador.

Da equipe cruzeirense que goleou a Ponte Preta, na última rodada, por 4 a 0, em Campinas, para a que recebeu o Palmeiras nesta noite, a única mudança promovida por Paulo Bento foi justamente o destaque do jogo, o experiente Willian, autor dos dois gols da vitória do Cruzeiro. Sobre a atuação do atacante, o treinador rendeu elogios àquela que foi sua mudança pontual e certeira.

“A entrada do Willian faz parte da estratégia para cada jogo, mudamos apenas um jogador porque ele tem características diferentes. O Willian é um jogador com maior mobilidade, com uma maior capacidade de jogar entre as linhas. No nosso plano de jogo, entendemos que o Willian podia fazer  esse trabalho de forma eficaz, e é assim que se conquista o seu espaço. Ele, nos momentos em que não jogou, que não foi opção, continuou trabalhando da mesma forma e com o mesmo foco, com o objetivo de ajudar a equipe”, analisou.

Paulo Bento enalteceu a eficácia dos poderes ofensivo e defensivo da equipe nos dois últimos jogos, onde o Cruzeiro marcou seis gols e sofreu apenas um. “Acredito que, ofensivamente, foi o nosso melhor jogo. Nesse aspecto, em outros jogos, estivemos bem. Defensivamente, entendíamos que o último jogo tinha sido mais eficaz que tivemos, mas hoje superamos, porque, nesse aspecto, fomos extremamente eficazes, e o adversário criou poucas situações de gol”, apontou Paulo.

Os resultados do Cruzeiro longe de seus domínios são melhores e próximo duelo da equipe é bem longe de casa, contra a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó/SC, na quarta-feira (29), às 21h.