Lateral Edimar assina contrato de dois anos com Cruzeiro

Revelado pela Raposa, defensor chega para suprir carência no lado esquerdo do time celeste

Lateral Edimar assina contrato de dois anos com Cruzeiro
Foto: Cruzeiro/Divulgação

O Cruzeiro confirmou nesta segunda-feira (4) a contratação do lateral-esquerdo Edimar, que estava no Rio Ave, de Portugal. O jogador firmou vínculo com o clube mineiro por dois anos e aguarda registro no Boletim Informativo Diário (BID), da CBF, para poder estrear. Revelado pelo Cruzeiro em 2006, o jogador, de 30 anos, será apresentado nesta terça-feira (5), às 9h15, na Toca da Raposa II.

Com Edimar no elenco, o Cruzeiro passa a ter dois laterais-esquerdo de ofício. Até então, a Raposa contava apenas com Bryan, que foi contratado no início Campeonato Brasileiro. Na sua ausência, o técnico Paulo Bento chegou a improvisar o meio-campista Allano. No começo da temporada, quem cumpria a função era o também meio-campista Sánchez Miño, que já não atua mais pelo clube.

Se regularizado a tempo, Edimar deve entrar nos planos do técnico cruzeirense para o próximo compromisso da Raposa, que será nesta quarta-feira (6) diante do Vitória, às 21h45, no Estádio do Barradão, em Salvador, pelo jogo de ida válido pela terceira-fase da Copa do Brasil. Na mesma situação, se encontram os novos reforços Rafael Sóbis e Rámon Ábila, porém estes já foram apresentados oficialmente.

No início da sua carreira, o capixaba Edimar passou por clubes do interior de Minas Gerais e em seguida foi para o futebol europeu. A porta de entrada foi o Braga, de Portugal. No velho mundo, sua passagem mais vitoriosa foi pelo CFR Cluj, da Romênia, onde foi campeão da Liga Romena na temporada 2009/10 e 2011/12, Taça da Romênia (2010) e Supertaça da Romênia (2010).

Ele ainda passou pelo Skoda Xanthi, da Grécia, Rio Ave, de Portugal, Chievo Verona, da Itália, e Córdoba, da Espanha. Seu último clube, onde atuou em 34 jogos e marcou dois gols, foi o Rio Ave, que terminou na sexta posição da Primeira Liga portuguesa. Edimar é uma indicação do técnico Paulo Bento, que teve a oportunidade de acompanhar seu futebol durante a passagem do jogador pelo futebol português.