Rafinha é apresentado no Cruzeiro e agradece 'bênção' de Alex: "Me deixou contente e confiante"

Agora de azul e com elogios do ex-jogador celeste, meia está à disposição do técnico Paulo Bento e deve estrear já no próximo domingo, diante do Fluminense

Rafinha é apresentado no Cruzeiro e agradece 'bênção' de Alex: "Me deixou contente e confiante"
Foto: Diego Cota/VAVEL Brasil

O meio-campista Rafinha, novo reforço do Cruzeiro, foi apresentado oficialmente na manhã dessa quarta-feira (13), na Toca da Raposa II. Anunciado na última quarta-feira (6), o atleta, que se destacou no Coritiba antes de jogar pelo futebol árabe, firmou contrato com o clube mineiro por dois anos. Sua camisa será a de número 70, em referência ao número 7, que é de preferência do jogador.

Rafinha retorna ao futebol brasileiro depois de três temporadas atuando pelo Al-Shabab, da Arábia Saudita. Ele não escondeu que seu objetivo era voltar ao Brasil para atuar em um clube de elite. “Agradeço ao Cruzeiro pela oportunidade que está me dando de retornar. Era meu objetivo ficar três anos na Arábia e voltar a um grande clube brasileiro. Não deixei de acompanhar o futebol do meu país, porque sabia que iria retornar. Espero fazer um trabalho melhor do que fiz no Coritiba”, disse.

Durante a carreira, sua passagem mais notável e vitoriosa foi jogando pelo Coxa, atuando pelos lados do campo, principalmente na direita ofensiva. Coisa que, segundo ele, não mudou jogando no exterior. “Na Arábia continuei com mesmas características e mesma função. Minha função principal é jogar pelos lados do campo, o jeito que estou acostumado. Mas posso ajudar atuando pelo meio também. É conversar com o professor Paulo para ver qual a posição que jogarei para ajudar o Cruzeiro”, apontou.

Assim como os novos reforços que vieram pela janela internacional de transferência, Rafinha não é certo se está em condições plenas de jogar uma partida inteira. “Preciso de um pouco mais de treino, porque não tive tanto treinamento com o campo mais aberto. Então, não tenho noção se consigo jogar os 90 minutos, mas estou à disposição e espero poder ajudar”, disse.

O time não vive bom momento no Campeonato Brasileiro. Com 15 pontos e ocupando a 15ª posição na tabela, a Raposa tem a mesma pontuação do primeiro time na zona do rebaixamento. Como reflexo disso, a torcida tem pressionado e cobrado atitude do clube. O novo reforço prefere ver a questão pelo aspecto positivo. “Estou acostumado com pressão e cobranças. A gente sabe também que a torcida do Cruzeiro quando time está bem e ganhando, ajuda bastante e começa a empurrar. Isso é muito importante. É pensar mais pelo lado positivo, esquecer os negativos, que são as cobranças, e trazer o torcedor pro nosso lado. O Cruzeiro tem totais condições de brigar em cima (na tabela)”, comentou.

Com nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID), da CBF, Rafinha já está à disposição do técnico Paulo Bento. Devido à ausência de Arrascaeta, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Robinho, que teve constatada uma torção no tornozelo esquerdo, o novo meio-campista cruzeirense deve ser relacionado já para o próximo compromisso da Raposa pelo Campeonato Brasileiro, diante do Fluminense, no domingo (17), às 16h, no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, no Rio de Janeiro.

“É uma equipe que está a três pontos na nossa frente, então é um jogo importante pra que a gente, se conseguir o resultado positivo, possa encostar neles e em outros adversários que estão bem próximos. O Fluminense é um clube muito forte, grande. Vai ser um jogo bem complicado, mas a gente tem totais condições de conseguir nossos objetivos. Temos que esquecer a derrota que tivemos em casa e focar no Fluminense”, analisou.

Bênção de ídolo

Assim que Rafinha foi anunciado pelo Cruzeiro, o ex-jogador e ídolo celeste Alex publicou em sua conta, no Instagram, uma mensagem desejando boa sorte ao mais novo jogador cruzeirense. Fato que reforçou a confiança do meio-campista. “Fiquei muito feliz pela postagem que ele fez assim que ele ficou sabendo que eu viria para o Cruzeiro. Isso me deixou bastante contente e confiante”, disse.

Rafinha e Alex foram companheiros no Coritiba e agora em comum têm o fato de jogar com a camisa estrelada. Para colher bons frutos, o camisa 70 pretende, assim como Alex, ter sucesso jogando pela Raposa. “Brinquei com ele que se eu conseguir 10% do que você conseguiu com a torcida e com o clube, acho que eu já ia começar bem. Então espero fazer minha história e um bom trabalho no Cruzeiro”, completou.