Rafael Sóbis comemora resultado diante do Corinthians, mas sai na bronca com a arbitragem

Arbitro não marcou um pênalti para o Cruzeiro no primeiro tempo da partida; apesar das boas chances que a equipe mineira teve para ganhar o jogo, jogadores celestes exaltaram o ponto conquistado fora de casa

Rafael Sóbis comemora resultado diante do Corinthians, mas sai na bronca com a arbitragem
Foto: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro

O Cruzeiro foi até a capital paulista na noite dessa segunda-feira (8) enfrentar o Corinthians, em jogo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, última do primeiro turno da competição. Mesmo em situações opostas na tabela, o placar final ficou em 1 a 1, resultado considerado positivo pelos jogadores celestes. A partida foi marcada por um lance polêmico. No primeiro tempo, o árbitro deixou de marcar um pênalti do goleiro Cássio em Ramón Ábila.

A decisão do árbitro Dewson Fernando da Silva, no lance, foi comentada pelo atacante Rafael Sóbis. Indignado, ele ainda comparou a atuação do dono do apito nas duas etapas do jogo. “É impressionante. Eu tenho que tomar cuidado com que eu falo, porque depois eu pago por isso, mas no primeiro tempo ele foi horrível, porque não foi um pênalti duvidoso, foi algo claríssimo, sangue pra tudo que é lado. No segundo tempo, sabendo talvez, no intervalo, que tinha sido pênalti, ele inverteu várias coisas. Então está difícil, os juízes estão difíceis”, opinou.

Apesar da não marcação do pênalti, o Cruzeiro dominou boa parte do jogo, repetindo a boa atuação da última rodada, quando venceu o Internacional. “O que nos deixa alegre é o jogo que fizemos contra o Inter e o jogo que fizemos aqui. Dispensa comentários a equipe que a gente enfrentou. O time está de parabéns e temos que ganhar o próximo jogo em casa pra valer esse ponto conquistado”, disse o atacante celeste.

O camisa 7 ainda reforçou que o time tem ganhado confiança e reconheceu o potencial da equipe. “No primeiro tempo a gente tocou muito, mas faltava o último passe. Conseguimos consertar isso no segundo tempo, fizemos gol e não tivemos uma chance clara perdida, mas criamos. É bom que a confiança está voltando. Não só nós jogadores, mas todos os times do Brasil sabem que nós temos um grande time e na hora que esse time embalar vai ser difícil segurar”, apontou.

Assim como na última partida, o Cruzeiro sofreu o gol logo nos primeiros minutos, mas a reação não permitiu que a equipe voltasse para Belo Horizonte com uma derrota. O zagueiro Manoel exaltou o resultado conquistado diante do Corinthians. “No começo tivemos um apagão, mas no segundo tempo a gente teve mais posse de bola, volume de jogo e conseguimos o empate. Tivemos oportunidades para sair com a vitória, infelizmente não conseguimos”, disse.

“É um grande resultado contra uma grande equipe, fora de casa, que no meu ponto de vista é uma das melhores equipes do campeonato. Agora é ter sequência pra sair dessa zona”, completou o zagueiro. O lateral Lucas também exaltou a boa atuação celeste. “É sempre difícil jogar contra o Corinthians aqui, mas o mais importante na partida foi o quanto a gente criou, as chances e a posse de bola que tivemos”, apontou.

A Raposa saiu em desvantagem logo no segundo minuto de jogo, quando Giovanni Augusto balançou as redes. No segundo tempo, o Cruzeiro foi superior e empatou o marcador aos 20 minutos com Ramón Ábila. O resultado fora de casa confirma o bom futebol depois da chegada de Mano Menezes, mas não foi suficiente para tirar o time da zona de rebaixamento. A equipe ocupa a 18ª posição com 19 pontos ganhos. O próximo jogo é diante do Coritiba, no domingo (14), às 16h, na Arena Independência.