Rafael, Lucas França e Elisson: conheça as opções de Mano para substituir Fábio no Cruzeiro

Três jogadores criados na base disputam a titularidade após a lesão do goleiro e capitão celeste

Rafael, Lucas França e Elisson: conheça as opções de Mano para substituir Fábio no Cruzeiro
Jogadores da base disputam a titularidade no gol do Cruzeiro (Fotos: Pedro Vilela e Washington Alves/Light Press)

A contusão do goleiro e capitão do Cruzeiro, Fábio, que está fora dos próximos compromissos nesta temporada e só deve voltar aos gramados em de oito meses, vai abrir chances para "novos velhos conhecidos" na meta celeste. Fazem parte do elenco da Raposa  e são as opções de Mano Menezes os arqueiros Rafael, Lucas França e Elisson.

O mais experiente e rodado no time profissional é Rafael. Cria da base celeste, o goleiro figura no plantel profissional desde 2008 e já disputou 38 partidas pelo Cruzeiro. Ele participou como titular da conquista da Taça São Paulo de Futebol Júnior em 2007. Em 2016, o camisa 12 atuou nas vitórias sobre Rio Branco-ES, por 2 a 0 (amistoso); Boa Esporte, por 3 a 2 (Campeonato Mineiro); e Atlético-PR, por 2 a 1 (Primeira Liga). Rafael está em fase final de recuperação de uma cirurgia no dedo e terá que readquirir ritmo em jogos complicados.

(Foto: Pedro Vilela/Light Press)
(Foto: Pedro Vilela/Light Press)

Lucas França, de 20 anos, chegou na Toca da Raposa em 2011 e já atuou em duas partidas com a camisa azul neste Brasileiro. Foi titular contra o Corinthians, em São Paulo e entrou no último domingo(14), diante do Coritiba, ainda no primeiro tempo, após a lesão de Fábio. O goleiro é natural da Paraíba e passou por todas as categorias de base do clube mineiro. Deverá ser o escolhido para ser titular nas próximas partidas.

(Foto: Pedro Vilela/ Light Press)
(Foto: Pedro Vilela/ Light Press)

A terceira opção seria Elisson. Com 29 anos, ele foi criado na base celeste e cresceu na Toca da Raposa, porém não conseguiu construir uma carreira de sucesso no time profissional. A lista de empréstimos a outros clubes não é pequena. Natural da cidade mineira de Brumadinho, o arqueiro passou por vários clubes do interior, além do português Nacional, do goiano Rio Verde e, até julho deste ano, do Coritiba. No meio desta temporada ele voltou ao Cruzeiro, à pedido da diretoria azul. O jogador é conhecido por sua personalidade calma e tranquila.

(Foto: Washington Alves/Light Press)
(Foto: Washington Alves/Light Press)