Após quase seis anos, Sandro Meira Ricci apitará uma partida do Cruzeiro

Árbitro influiu diretamente no resultado da partida entre Corinthians x Cruzeiro em 2010; Bandeirinhas também prejudicaram o time celeste

Após quase seis anos, Sandro Meira Ricci apitará uma partida do Cruzeiro
Foto: CBF/Divulgação

Após quase seis anos, o árbitro Sandro Meira Ricci apitará uma partida do Cruzeiro. O jogo será contra o Santa Cruz, domingo (28), às 11 horas, valendo pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ricci hoje é filiado da Federação de Santa Catarina.

Tanto tempo sem apitar uma partida celeste se deve ao jogo Corinthians 1 x 0 Cruzeiro, do dia 11 de dezembro de 2010, onde Sandro Meira Ricci teve uma atuação repudiada pelos cruzeirenses devido aos diversos erros cometidos. O árbitro não marcou três penalidades máximas, sendo duas em Thiago Ribeiro e outra em Wellington Paulista. Os celestes também contestam o pênalti marcado a favor dos corintianos cometido pelo zagueiro Gil em Ronaldo. O defensor celeste foi expulso, e o camisa 9 fez o gol que deu a vitória ao Timão. 

Além das penalidades, os cruzeirenses reclamam os impedimentos mal marcados pelos bandeirinhas Roberto Braatz (PR) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA). Ao todo, foram cinco lances que prejudicaram o Cruzeiro, além de faltas não marcadas, em oportunidades claras de gol em Wellington Paulista e Thiago Ribeiro.

Na época, Sandro Meira Ricci nunca admitiu ter errado nos lances capitais do Cruzeiro. Além disso, ressaltou em entrevista à Rádio Itatiaia, que à avaliação recebida pelo delegado especial da partida foi positiva.

"Nessa partida a gente tinha um delegado especial que estava avaliando a arbitragem, e a avaliação que a gente recebeu foi muita positiva em relação aos lances capitais, os lances questionados, e a gente teve uma avaliação muito positiva, o que deixou a gente muito satisfeito. Obviamente que a gente tem a nossa convicção dentro de campo, fazemos sempre na intenção de acertar todos os lances, o que às vezes não é possível, considerando que somos seres humanos. Nesse caso especificamente do jogo de sábado, a gente está com a consciência bem tranquila, principalmente quando a gente viu depois as imagens na televisão", ressaltou.

A diretoria do Cruzeiro, na voz do ex-diretor de futebol, Dimas Fonseca, que protestou contra Ricci na Comissão Nacional de Arbitragem, também deu sua palavra sobre a partida e os lances que comprometeram o Cruzeiro diante do Corinthians.

"Existem divergências nas avaliações do árbitro, porque a Comissão de Árbitros entende que o trabalho dele foi perfeito, a participação dele no jogo foi acertada, o que diverge da nossa opinião, tanto que nós trouxemos um material com várias cenas, vários lances, que mostram o motivo que nós divergimos dessa opinião. Em relação aos bandeiras, o que eles pensam é a mesma coisa que pensamos. Houve erros, três de um bandeira e dois de outro, que prejudicaram consideravelmente o Cruzeiro no jogo", explicou.

A derrota para o Corinthians influiu na posição final do Cruzeiro no Brasileirão de 2010. O Cruzeiro terminou vice-campeão com 69 pontos, dois a menos que o campeão, Fluminense, que encerrou o campeonato com 71. O Corinthians, beneficiado pelos erros de Sandro Meira Ricci fechou em terceiro lugar, com 68.