Mano pede tranquilidade para enfrentar má fase no Brasileirão e almeja reação em clássico

Treinador do Cruzeiro trata derrota para o São Paulo, por 1 a 0, como resultado normal e ainda lamenta o revés diante do Botafogo, no último fim de semana

Mano pede tranquilidade para enfrentar má fase no Brasileirão e almeja reação em clássico
Mano chegou a ficar sete partidas invicto no comando do Cruzeiro recentemente (Foto: Marcello Zambrana/Light Press)

O Cruzeiro perdeu a nona partida para o São Paulo, no Morumbi, em Campeonatos Brasileiros, na noite desta quinta-feira (15). O resultado negativo de 1 a 0 deixou a Raposa na beira da zona de rebaixamento, mas para o técnico Mano Menezes, o momento é de buscar tranquilidade para superar o momento adverso na competição.

A equipe mineira praticamente passou a primeira etapa assistindo o São Paulo jogar e sofreu gol de Wesley. No segundo tempo, a postura do Cruzeiro mudou e o empate não veio por detalhes, na visão de Mano Menezes. A Raposa ainda perdeu o zagueiro Manoel por expulsão e contou com o goleiro Rafael para defender o pênalti cobrado por Chávez. No fim do duelo, o meia Alisson ainda perdeu a chance de igualar o placar em favor do clube celeste.

"Este tipo de jogo você sabe que é decidido em pequenos detalhes, pela paridade. O jogo foi parelho. O São Paulo iniciou com movimentação boa nas costas dos nossos volantes, principalmente com o Kelvin. Fizeram duas ou três jogadas assim, depois ajustamos. Tivemos chances de contra-ataques, mas não soubemos aproveitar. Jogamos o segundo tempo bem melhor, merecíamos o gol de empate. Hoje a sorte não veio. Foi um resultado normal, não poderíamos ter perdido em casa. Por isso estamos com duas derrotas seguidas. É o momento de buscar tranquilidade. Não podemos desmanchar o que construímos em curto prazo. Não vou deixar isso acontecer. Não podemos cometer deslizes como o do final do jogo. É hora de cada um sentir e entender sua importância num jogo como esse. Os jogos agora terão carga emocional muito grande. Domingo, vamos tentar interromper essa série de derrotas com uma vitória", declarou o treinador.

A Raposa ainda não teve seus dois principais jrogadores no duelo contra o São Paulo: o meia Arrascaeta e o atacante Ramón Ábila, que estavam suspensos pelo terceiro cartão amarelo. A dupla retorna contra o Atlético-MG, no domingo (18), às 16h, no Mineirão. Partida esta em que Mano Manezes almeja iniciar a reação celeste no campeonato. 

"As situações sempre são diferentes. Você não tem repetições. Os times são outros, os adversários também. Tudo isso dá uma conotação de dificuldade maior. Você tem que botar a cabeça no lugar. A equipe está produzindo pra vencer e vai voltar a vencer. Hoje tomamos um gol por erro de posicionamento. Era pra ficar parado, não precisava tentar tomar a bola. O jogador ficou livre e bateu. Estivemos próximos de fazer o resultado. A equipe precisa ter essa maturidade. Como foi domingo passado. Você tem saber jogar com o 0 a 0 no placar e não se precipitar. A equipe está passando por esse aprendizado. Tenho certeza que domingo a história será diferente", garantiu Mano.