Frustrado após empate, Mano minimiza fase ruim no Brasileirão: "Cruzeiro só depende dele"

Treinador celeste lamenta oportunidades perdidas diante do Atlético-MG, porém exalta o fato de não ter saído com derrota do Mineirão

Frustrado após empate, Mano minimiza fase ruim no Brasileirão: "Cruzeiro só depende dele"
Mano Menezes voltou a lamentar derrota para o Botafogo, no Mineirão, na semana passada (Foto: Juliana Flister/Light Press)

Nem bom, nem ruim. Este é o panorama do técnico do Cruzeiro, Mano Menezes, no empate contra o Atlético-MG, em 1 a 1, na tarde deste domingo (18), no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Apesar da frustração com o resultdo, após sua equipe perder grandes oportunidades, sobretudo na segunda etapa, o técnico exalta o fato de não ter saído de campo com uma derrota.

"Saio com uma parte de mim frustrada nesse jogo. Merecíamos vencer nos últimos minutos. Mas entendo bem a grandeza desse tipo de partida. O torcedor inteligente sabe muito bem que não poderíamos perder o clássico, porque tínhamos o risco de cair para os quatro últimos, além de deixar nosso rival vencer. Apesar de uma parte sair frustrada, a outra sai entendendo que o resultado que conquistamos não é tão ruim”, disse o treinador.

O resultado manteve o Cruzeiro na 15ª colocação do Brasileirão, com 30 pontos, dois a mais que o Figueirense, primeiro time do temido Z-4. Apesar do mau momento do time na competição, Mano Menezes tranquiliza a torcida e garante que a Raposa só depende dela para engrenar no torneio, mesmo em jogos difícieis, como por exemplo, contra o Flamengo, no próximo domingo (25), às 16h, em Cariacica/ES.

"O Cruzeiro depende só dele, não depende de resultado de ninguém. Se fizer sua parte, sobe na tabela. E temos muitos jogos para isso. Não podemos protelar, temos uma série de jogos difíceis como o de semana que vem. Mas o Cruzeiro está acostumado e tem de saber como se comportar. A trajetória nos faz saber comportar. Não podemos misturar as coisas. Destes três resultados (Botafogo, São Paulo e Atlético-MG), o único que não podia ter acontecido é a derrota para o Botafogo, quando deixamos a desejar e não fizemos nossa obrigação. Os outros foram normais. O Atlético tem uma grande equipe e ainda não ganhou um clássico", concluiu.