Vitória sobre Fluminense marca respiro do Cruzeiro e fim de jejum de atacantes

Willian, Rafael Sóbis e Alisson voltaram a fazer gols pela Raposa depois de meses sem balançar a rede; com triunfo, mineiros se distanciam do Z-4

Vitória sobre Fluminense marca respiro do Cruzeiro e fim de jejum de atacantes
Sóbis não marcava desde agosto, quando fez três gols contra o ex-time Internacional, no Estádio Independência (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

O Cruzeiro venceu o Fluminense por 4 a 2 neste domingo (6), no Mineirão, e só o resultado, que fez a equipe abrir seis pontos da zona de rebaixamento, já é motivo de comemoração para os jogadores. No entanto, a vitória teve um sabor diferente para três deles, que voltaram a marcar depois de um longo jejum. Willian, Rafael Sóbis e Alisson fizeram as pazes com as redes, construindo o resultado dos mineiros, que ainda teve a marca de Arrascaeta para fechar a conta.

Não é novidade o gosto do técnico Mano Menezes pelo futebol de Willian. Na passagem do gaúcho pela Raposa no ano passado, o atacante foi uma das peças nas quais Mano depositava mais confiança. Esta temporada, no entanto, não tem sido brilhante para o jogador, que marcou apenas seis vezes.

Autor do gol da virada da equipe sobre o Fluminense, Willian não fazia um gol com a camisa celeste desde o dia 24 de julho, quando o Cruzeiro foi derrotado em casa pelo Sport, por 2 a 1. Como titular, o atacante deixou o artilheiro da equipe Ramon Ábila, que agora divide a artilharia com Arrascaeta, no banco.​

Desde o momento que mudei de posição, do ano passado para cá, ficou uma responsabilidade maior, não pelo número 9 [na camisa], mas pela posição que eu jogo. Muita gente não entende a seca de gols. O que importa é que estou trabalhando, tenho apoio dos meus companheiros e do professor [Mano Menezes]. Quando não marco gol, corro, ajudo, luto. Fico grato a Deus, primeiramente, e a todos os companheiros, o treinador e à minha família, que me apoiaram”, disse Willian ao canal Premiere.

Na comemoração, Willian apontou para Mano, dividindo os méritos com o treinador (Foto: Washington Alves/Light Press)
Na comemoração, Willian apontou para Mano, dividindo os méritos com o treinador (Foto: Washington Alves/Light Press)

Quem também deixou seu nome depois de um bom tempo sem balançar a rede foi Alisson. O último gol dele pelo Cruzeiro tinha sido no empate por 2 a 2 com o Vitória, no Mineirão, no dia 3 de julho. O atacante teve alguns problemas com lesão nesta temporada e retornou recentemente à equipe titular da Raposa. No duelo deste domingo, Alisson fechou o placar construído pela sua equipe, marcando o quarto gol aos 5 minutos da etapa final.

“O nosso objetivo era de fazer um grande jogo contra o Fluminense. Conseguimos a vitória, mas também temos como objetivo conquistar mais quatro vitórias nos jogos que nos restam. Está todo mundo de parabéns pela entrega na partida, e agora teremos um tempo para trabalhar até o próximo jogo”, comentou Alisson, lembrando que a equipe terá 10 dias até o próximo jogo, por conta das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

O gol de empate do Cruzeiro no jogo diante do tricolor carioca saiu dos pés de Rafael Sóbis. Desde quando chegou ao clube mineiro, o atacante marcou três vezes, e todas elas na partida contra o Internacional, no dia 4 de agosto. Assim como aconteceu frente o time colorado, Sóbis encerrou seu jejum contra um ex-time, já que defendeu a camisa do Fluminense de 2011 a 2014.

Sóbis empatou, Willian virou o placar e Alisson aplicou o quarto gol no Fluminense, mas o terceiro foi marcado por Arrascaeta, que atingiu uma marca: o meia agora divide a artilharia do Cruzeiro no Brasileirão com Ramon Ábila. O próximo confronto da Raposa, para quem quiser voltar a marcar e espantar de vez o fantasma do jejum, ou até mesmo para quem quiser se isolar na artilharia do time, é contra o Sport, no dia 16, às 21h45, na Ilha do Retiro.