Mano Menezes critica planejamento do Cruzeiro, mas aponta evoluções na temporada

Após vitória por 1 a 0, diante do Sport, treinador falou que classificação à Libertadores só será possível se for uma "peculiaridades do futebol"

Mano Menezes critica planejamento do Cruzeiro, mas aponta evoluções na temporada
Foto: Anderson Stevens/Light Press/Cruzeiro

A vitória do Cruzeiro, pelo placar mínimo de 1 a 0, diante do Sport, em Recife, praticamente garantiu a equipe mineira por mais uma temporada na primeira divisão. Por momento, o clube se mantém no seleto grupo dos times que nunca caíram para a Série B. O técnico Mano Menezes mais uma vez reforçou a não conformidade com a situação vivida pelo Cruzeiro nesta edição do Campeonato Brasileiro.

“Não sei direito como foram conduzidas as coisas antes da minha chegada, mas é certo que o Cruzeiro não pode estar na situação que estava. Não tem time para estar nas últimas colocações. Tem uma estrutura muito boa de clube e condições boas para trabalhar no dia a dia. Não pode iniciar Campeonato Brasileiro mal como foi nos últimos dois anos”, opinou.

Frequentar a segunda parte da tabela não é uma situação cômoda para as equipes tradicionais da primeira divisão e isso afeta diversas esferas de um time de futebol, como revelou o técnico celeste. “Quando você passa a fazer parte da turma de baixo, a pressão aumenta muito. O torcedor perde a confiança, o próprio jogador perde sua confiança individual e a equipe sofre para fazer a retomada.”

Para Mano, a evolução da equipe se deve ao equilíbrio entre ataque e defesa que foi conquistado gradativamente após sua chegada. “O Cruzeiro ao longo dessa temporada errou muitos gols, mas felizmente agora está tomando poucos. Não resolveu a primeira parte, mas resolveu a segunda. O que nos da possibilidade de construir vitórias apertadas como a de hoje, mas tão importantes como aquelas que escaparam com uma produção até muito melhor em jogos”, ponderou.

Para traçar um novo roteiro para a próxima temporada, o treinador aposta em um bom fim de campeonato para que no ano que vem o Cruzeiro aspire por conquistas. “Nesse ano, ainda oscilamos um pouco, mas vamos fazer um término de campeonato que somado a um bom início no ano que vem, vai dar ao Cruzeiro, certamente, o lugar que entendemos que ele tem capacidade para estar”, revelou.

Libertadores

Faltando três rodadas para o fim da competição, o Cruzeiro soma 47 pontos e ocupa a 11ª colocação na tabela de classificação. O cenário elimina quase que praticamente as chances de cair. Porém a equipe está a cinco pontos do sexto colocado, Atlético-PR, o último do G-6, grupo dos classificados para a Copa Libertadores. Apesar da chance remota, Mano Menezes não descarta a possibilidade de alcançar este feito.

“Na situação que encontramos hoje, para pensar mais alguma coisa, nós temos que fazer nove pontos nos nove em disputa e nossos adversários concorrentes têm que parar de pontuar. Todas as duas coisas são muito difíceis de acontecer. Vamos trabalhar muito para fazer. Vamos tentar vencer o Santos, no próximo domingo, na nossa casa, mas não vamos iludir os torcedores. Se acontecer, vai ser uma dessas peculiaridades do futebol”, finalizou.

O próximo compromisso da Raposa, pelo Campeonato Brasileiro, será diante do Santos, neste domingo (20), às 17h, no Mineirão, em jogo válido pela 36ª rodada da competição.