Após cinco partidas, Cruzeiro anuncia liberação do volante Denilson

Em comunicado no site oficial, Raposa afirma que direitos econômicos do atleta não serão adquiridos junto ao Al-Wahda, dos Emirados Árabes

Após cinco partidas, Cruzeiro anuncia liberação do volante Denilson
Denilson deixa o Cruzeiro com duas vitórias, duas derrotas e um empate (Foto: Washington Alves/Light Press)

Faltando duas partidas para o fim da temporada, o Cruzeiro já começa a pensar em 2017. Nesta segunda-feira (21), a diretoria celeste anunciou, através do site oficial, a liberação do volante Denilson, que pertence ao Al-Wahda, dos Emirados Árabes.

Denilson chegou ao Cruzeiro no fim de julho, para substituir Lucas Romero, que disputava os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro com a seleção da Argentina. O camisa 88 veio para a Raposa por empréstimo, com valores fixados. Caso o clube quisesse contar com o atleta, teria que desembolsar 2,5 milhões de dólares (cerca de R$8 milhões) junto aos árabes.

No entanto, Denilson não teve oportunidades na Toca da Raposa II. Em pouco menos de quatro meses, o jogador vestiu a camisa do Cruzeiro em cinco partidas, sendo duas como titular e as outras três como reserva. Assim, o volante deixa o clube celeste com duas vitórias, duas derrotas e um empate.

Após o empate contra o Santos, neste domingo (20), no Mineirão, o técnico Mano Menezes já havia sinalizado que há mudanças em curso visando a próxima temporada. Os planos, no entanto, estão sendo discutidos internamente, para serem anunciados após o fim do Campeonato Brasileiro.

“Internamente sim, temos definidas situações. E estaremos utilizando esse período para planejar a próxima temporada. Respeito muito os jogadores. Não vou falar porque seria desrespeito aos atletas. Não vamos falar de jogadores de outros lugares também. Todos têm seus compromissos. Mas serão questões tratadas de forma interna por mim”, concluiu.

Trajetória 

Após se destacar no São Paulo, clube que o projetou para o futebol, Denílson se transferiu ao Arsenal em 2006. Antes de viajar à Londres para ser oficializado como jogador dos gunners, o volante participou das conquistas do Mundial de Clube da Fifa de 2005 e do Campeonato Brasileiro de 2006.

Denílson permaneceu por cinco anos no Arsenal e não ganhou nenhum título. Em 2011, retornou para o São Paulo e ajudou o time paulista a ganhar a Copa Sul-Americana de 2012. Em 2015, o atleta deixou o clube tricolor para defender o Al-Wahda, dos Emirados Árabes. Ele marcou, no mês de abril deste ano, o gol que garantiu o título da Arabian Gulf Cup ao seu time, que bateu o Al Shabab, por 1 a 0.