Eutrópio celebra vitória e aprova atuação de atletas: "De parabéns pelo que mostraram"

Técnico do Figueirense saiu satisfeito com jogadores após triunfo por 1 a 0 diante do São Paulo

Eutrópio celebra vitória e aprova atuação de atletas: "De parabéns pelo que mostraram"
Treinador venceu a primeira com Figueira no Brasileirão 2016 (Foto: Divulgação / Rádio Figueirense)

Após a primeira vitória no Campeonato Brasileiro, ao aplicar 1 a 0 sobre o São Paulo em Florianópolis, os jogadores do Figueirense comemoram o resultado positivo. O técnico Vinicius Eutrópio avaliou como uma grande atuação de seus comandados e demonstrou contentamento com a força do Figueira em casa.

"Foi um excelente primeiro tempo e muito acima do São Paulo. Talvez por isso fosse difícil manter nos 90 minutos. Na etapa final, erramos mais passes e, no momento que os jogadores de transição se cansaram, nós mudamos. Conversei com os jogadores que tenho duas filhas, uma de 11 anos, e esta não tinha visto uma vitória do Figueirense sobre o São Paulo", comenta Eutrópio, agora com triunfo sobre o Tricolor paulista.

O treinador comentou a formação com Ely, Bady e Ferrugem na equipe. "Ela nos credencia a trazer mais intensidade no campo do adversário. Faltava essa atitude em casa. Por isso, os jogadores estão de parabéns pelo que mostraram", agradeceu Eutrópio.

O comandante aprovou as duas estreias da noite: as de Renato e Lins. "O Renato cumpriu seu papel, e o Lins, que não tinha treinado direito, mostrou seu valor. Ele deu um pouco do quanto vai ser importante para gente", disse.

A próxima partida, na sexta rodada, é diante do América-MG, no Independência, em Minas Gerais. "Nós respeitamos o adversário, o América é campeão mineiro. Mas temos nossas convicções e metas e vamos buscar um resultado positivo fora de casa", planeja o técnico do Alvinegro, que irá na busca pela segunda vitória no Brasileirão.

O último apelo de Eutrópio foi o da força do torcedor. Segundo o técnico, é indispensável para uma boa campanha no torneio nacional.

"A torcida pode ter a convicção de que nada é fácil, tudo é muito difícil. Passei três vezes aqui: como jogador, em um momento difícil, fui campeão. Na outra passagem, também. Temos um time que está se encorpando e a torcida tem que cobrar a atitude. Os adversários precisam vir e falarem que vai ser difícil no Orlando Scarpelli".