Flamengo goleia o Criciúma no confronto direto contra o rebaixamento

No jogo em que os goleiros dos dois times foram expulsos, o Rubro-negro conseguiu vencer e abrir uma boa vantagem em relação à zona de rebaixamento; Tigre permanece em 17º (Foto: Reprodução / Ivo Gonzalez / Agência O Globo)

Flamengo goleia o Criciúma no confronto direto contra o rebaixamento
Jogadores do Flamengo comemoram gol de Hernane (Foto: Reprodução / Ivo Gonzalez - Agência O globo)
Flamengo
4 1
Criciúma
Flamengo: Felipe; Léo Moura, Wallace, Samir (Chicão, min. 14/1ºT), João Paulo; Amaral, Luiz Antônio (Cáceres, min. 31/2ºT), Elias; André Santos (Paulo Victor, min. 48/1ºT), Paulinho e Hernane.
Criciúma: Helton Leite; Tony (Fabinho, min. 31/2ºT), Fábio Ferreira, Leonardo, Marlon; Amaral (Bruno, min. 22/1ºT), Elton, Leandro Brasília, Daniel Carvalho (Morais, min. 19/2ºT); Lins e Wellington Paulista.
Placar: 1-0, min. 4/1ºT, Hernane. 2-0, min. 17/1ºT, Wallace. 3-0, min. 23/1ºT, Hernane. 3-1, min. 49/1ºT, Daniel Carvalho. 4-1, min. 32/2ºT, Elias.
ÁRBITRO: Leandro Vuaden (RS). Advertidos: Luiz Antônio (FLA); Fábio Ferreira (CRI). Expulsos: Felipe (FLA); Helton Leite (CRI)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida foi realizada no Maracanã, no Rio de Janeiro, com público total de 38.330 pessoas.

Quase 40 mil torcedores compareceram ao Maracanã neste domingo (29) e viram o Flamengo golear o Criciúma por 4 a 1, em jogo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com começo avassalador, o Rubro-negro abriu três gols de vantagem, com destaque para Hernane, que marcou duas vezes. O Tigre conseguiu diminuir, pressionou, mas os cariocas confirmaram a vitória na etapa final.

O resultado importantíssimo conseguido pelos cariocas fez o time abrir cinco pontos de vantagem para o próprio Tigre, primeiro time da zona de rebaixamento, com 25. Na próxima rodada, já no meio de semana, o Flamengo vai até Curitiba enfrentar o Coxa, na quarta-feira (2), às 21h50. O Tigre já jogou pela 25ª rodada, com o Atlético-MG, e só volta a campo no domingo (6), contra o Goiás, no Serra Dourada.

Com a volta de Elias ao time titular, Jayme de Almeida barrou Carlos Eduardo e escalou o Flamengo em um 4-4-2, com Paulinho e Hernane no ataque. No Criciúma, Argel Fucks manteve o time que vinha atuando, escalando Wellington Paulista no ataque.

Começo avassalador do Flamengo

Logo aos 4 minutos de jogo, o Flamengo já conseguiu abrir o placar. Após cobrança de escanteio e bate-rebate na área, a bola sobrou para Hernane finalizar duas vezes e conseguir marcar o gol. 1 a 0. Embalado pela empolgada torcida, o Rubro-negro poderia ter ampliado pouco depois, mas Paulinho recebeu de Elias e perdeu um gol incrível. Aos 15, em jogada que quase resultou no empate do Criciúma, o zagueiro Samir deixou o jogo lesionado e deu lugar a Chicão.

Mas em nova jogada de escanteio, aos 17 minutos, o Flamengo ampliou. Novo bate-rebate na área e desta vez Wallace apareceu para finalizar forte pro fundo do gol. 2 a 0. Pouco depois, aos 23, Hernane recebeu ótimo lançamento de André Santos e foi derrubado pelo goleiro Helton Leite na área. Lance discutível, mas Vuaden marcou o pênalti e expulsou o arqueiro do Criciúma. O próprio Hernane cobrou a penalidade e converteu. 3 a 0.

Depois de abrir a vantagem considerável, o Flamengo diminuiu bastante o ritmo e chegou a ser muito pressionado, mesmo com um jogador a mais em campo. O Criciúma mandou duas bolas na trave nos minutos finais da primeira etapa e conseguiu diminuir já no fim do primeiro tempo. Lins recebeu na área e foi derrubado por Felipe em outro lance discutível, mas a arbitragem marcou o pênalti mais uma vez e esxpulsou o goleiro flamenguista. Daniel Carvalho cobrou e descontou. 3 a 1.

Criciúma melhora, mas Fla amplia

No começo do segundo tempo, o Criciúma foi pra cima e fez a torcida rubro-negra temer pelo pior. Paulo Victor foi exigido em duas oportunidades pelos atacantes do time catarinense, primeiro Wellington Paulista e depois Lins. Mais recuado, o Flamengo respondeu em chute de fora da área de Luiz Antônio, mas o goleiro Bruno fez boa defesa e evitou mais um gol.

Mesmo sendo pressionado, o Fla teve calma, não se apavorou e conseguiu matar o jogo aos 32 minutos. Cáceres tocou para Paulinho, que errou uma tentativa de bicicleta e a bola sobrou limpa para Elias tocar na saída do goleiro. 4 a 1. Nos últimos minutos, o Criciúma já abatido pela pressão em vão, não levou mais perigo e o Flamengo confirmou o resultado importantíssimo no Maracanã.