Flamengo derrota Ponte Preta com gol no fim e se mantém próximo à liderança

Com gol aos 45 do segundo tempo, marcado por Fernandinho, o time de Zé Ricardo conseguiu superar pela equipe de campinas e segue na caça do líder Palmeiras

Flamengo derrota Ponte Preta com gol no fim e se mantém próximo à liderança
(Foto: Flamengo / Divulgação)
Flamengo
Ponte Preta
Flamengo: Alex Muralha, Pará, Rafael Vaz, Réver e Jorge; Willian Arão, Márcio Araújo (Mancuello, min. 25/2ºT), Diego e Everton (Fernandinho, min. 32/2ºT); Gabriel (Marcelo Cirino, min. 00/2ºT) e Leandro Damião.
Ponte Preta: Aranha, Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor (Felipe Azevedo, min. 17/2ºT), Wendel e Galhardo; Rhayner (Abuda, min. 26/2ºT), Clayson e Roger (William Pottker, min. 12/2ºT).
Placar: 1-0, min. 13/1ºT - Gabriel. 1-1, min. 21/2ºT - William Pottker. 2-1, min. 45/2ºT - Fernandinho.
ÁRBITRO: Francisco Carlos do Nascimento (AL) - advertidos: Clayson (min. 04/1ºT), Reinaldo (min. 41/1ºT), Thiago Galhardo (min. 20/2ºT), Leandro Damião (min. 46/2ºT)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada do Estádio Kleber Andrade.

O Flamengo recebeu a Ponte Preta, na noite desta quarta-feira (7), no estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES), em partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro venceu o jogo pelo placar de 2 a 1, com gols de Gabriel e Fernandinho, com William Pottker descontando para o time paulista.

A vitória manteve a equipe carioca na segunda posição na tabela do Campeonato Brasileiro, com 43 pontos, três a menos que o líder Palmeiras. O time comandado por Zé Ricardo volta a campo pela competição no próximo sábado (10), enfrentando o Vitória, às 18h30 no estádio Barradão.

O resultado significou para a Macaca se afastar do G-4 do Brasileirão, a equipe fica na 7ª posição com 34 pontos somados. A Ponte volta a campo pelo campeonato no próximo domingo (11), recebendo o América Mineiro, às 18h30, no Estádio Moises Lucarelli.

Flamengo sai na frente com gol de Gabriel

A partida começou equilibrada e bastante disputada no meio-campo, porém o Flamengo levava uma pequena vantagem sob o adversário, que tentava dificultar a armação de jogadas rubro-negras. A equipe carioca ia se encontrando dentro de campo e começava pressionar a Ponte Preta, conseguindo abrir o placar aos 13 minutos, após o cruzamento de Réver para a área, Leandro Damião cabeceou, o goleiro Aranha espalmou e no rebote Gabriel cabeceou para dentro.

Em desvantagem no placar, a equipe de campinas tentou ir ao ataque, se fazendo mais presente no campo ofensivo e buscando sufocar o adversário. Porém indo à frente, a Ponte Preta dava espaços para o Flamengo encaixar contra-ataques rápidos pelas laterais, principalmente com Everton e Gabriel.

Com a partida mais aberta, a Ponte Preta começava a levar bastante perigo ao adversário, conseguindo encontrar espaço na defesa rubro-negra e obrigando Alex Muralha a trabalhar, principalmente nas chances de Rhayner e Roger. Apesar de pressionado, o rubro-negro tinha mais posse da bola, a equipe tentava lances pelas laterais, fazendo cruzamentos perigosos, embora menos efeitvos ofensivamente que as chegadas do adversário.

No final do primeiro tempo, a Macaca ainda estava pouco melhor em campo, buscando o gol de empate, tentando jogadas pelas pontas, porém pecando nos cruzamentos. O Flamengo segurava com certa tranquilidade as chegadas da Ponte e trocava passes até o campo de ataque, fazendo tempo passar até o apito do fim da etapa inicial.

Ponte joga melhor, mas Flamengo garante vitória no final

Na etapa final, a Ponte Preta voltou como terminou o primeiro tempo, buscando empatar o jogo e pressionando o adversário. A equipe de campinas trocava passes e rodava a bola no campo de ataque, tentando encontrar espaços na defesa rubro-negra e por pouco não conseguindo igualar o marcador na cabeçada de Grolli.

Muito tímido em campo e criando pouco, o Flamengo tinha muita dificuldade em armar lances ofensivos e tentava manter a posse de bola para evitar a pressão adversária. Melhor em campo, a Ponte enfim encontrou, num mortal contra-ataque, aos 21 minutos, o goleiro Aranha repôs a bola rápido para o atacante William Pottker em velocidade passar pela defesa e bater cruzado para o fundo das redes.

O gol sofrido fez o Flamengo acordar e voltar a se preocupar com a vitória na partida, porém nervosa, a equipe rubro-negra errava muitos passes e pecava demais nas finalizações, embora conseguisse levar perigo a Ponte Preta, principalmente na cobrança de falta de Diego. Sofrendo um pouco com os avanços do adversário, a equipe campineira se fechou e começou a buscar o contra-ataque.

Na parte final do jogo, o rubro-negro pressionava a macaca, o time carioca tentava lances pelas laterais e obtinha muitos escanteios, fazendo chover bolas na área da Ponte Preta, que se defendia como podia. Até que aos 45 minutos, Diego finalizou de bicicleta, o goleiro Aranha fez grande defesa, mas Fernandinho apareceu para marcar no rebote e dar a vitória o Flamengo nos minutos finais da partida.