Mantendo perseguição ao líder Palmeiras, Flamengo encara Figueirense no Pacaembu

Para não ficar distante da liderança, a equipe comandada por Zé Ricardo precisa vencer o desesperado time de Tuca Gomes, que luta para sair do rebaixamento

Mantendo perseguição ao líder Palmeiras, Flamengo encara Figueirense no Pacaembu
(Foto: Getty Images)
Flamengo
Figueirense
Flamengo: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Everton, Gabriel e Leandro Damião.
Figueirense: Gatito Fernández; Ayrton, Bruno Alves, Werley e Marquinhos Pedroso; Jefferson, Renato (Jocinei), Ferrugem e Dodô; Rafael Silva e Maurides.
ÁRBITRO: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, a ser realizada no Estádio do Pacaembu.

Precisando vencer para não se afastar da ponta da tabela, o Flamengo recebe o Figueirense, na manhã deste domingo (18), às 11h, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016. A promessa é de casa cheia no estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, em São Paulo/SP. Mais de 30 mil ingressos foram vendidos para a partida, com massacrante predomínio rubro-negro.

Na segunda posição na tabela, com 47 pontos conquistados no Brasileirão, o Flamengo vem de empate fora de casa com o líder Palmeiras, que venceu o Corinthians e alcançou o 51 pontos. Para não ficar distante da liderança, a equipe comandada de Zé Ricardo precisa da vitória contra o Figueira, porém para a partida, o técnico rubro-negro terá de lidar com um desfalque de última hora.

Em 17º lugar no campeonato, com 28 pontos somados, o Figueirense vem de um empate em casa por 2 a 2 contra o América Mineiro e está na Zona de Rebaixamento. Para sair da zona da degola, a equipe de Tuca Gomes precisa vencer e o treinador se diz confiante para o confronto diante do rubro-negro.

Guerrero é desfalque no Flamengo

Sem poder assumir a liderança do campeonato nesta rodada, devido a vitória do Palmeiras por 2 a 0 no clássico contra o Corinthians, o Flamengo entra em campo pressionado para enfrentar o Figueirense. A equipe que irá a campo contra os catarinense deve ser praticamente a mesma que empatou com o alvi-verde na última quarta-feira.

Expulso no último jogo, o volante Márcio Araújo cumpre suspensão e não entra em campo, dando lugar a Gustavo Cuellar, que entrou em campo contra o Palmeiras após a expulsão. O colombiano vai compor o meio campo rubro-negro ao lado Willian Arão, Diego e Everton.

No setor ofensivo, o atacante Paolo Guerrero que estava confirmado como titular, está fora do jogo. O peruano teve um mal estar, com febre e sinusite e foi vetado pelo departamento médico do Flamengo. Com isso, Leandro Damião, que vinha atuando no time principal, segue entre os titulares, ao lado de Gabriel no ataque.

"O Flamengo tem uma grande torcida em São Paulo e sei que contaremos com um grande número de torcedores nos apoiando. O carinho da torcida por todo o país tem sido importante e dessa vez não vai ser diferente", falou o volante Willian Arão.

Figueirense cheio de desfalques para o jogo

Na parte debaixo da tabela e na zona de rebaixamento, o Figueirense precisa vencer para poder deixar o incômodo Z4 do Campeonato Brasileiro. A tarefa de vencer o Flamengo no Pacaembu parece difícil, devido aos desfalques da equipe, porém o treinador Tuca Gomes se mostra otimista para o jogo, recordando as duas vitórias do Figueira sobre o mesmo adversário neste ano.

O artilheiro da equipe, o atacante Rafael Moura, que não jogou os último dois jogos da equipe contra São Paulo e Atlético Mineiro, continua sendo desfalque, devido a lesão muscular na coxa. Além dele, o também atacante Lins está fora da partida contra o Flamengo, por dores musculares.

Para os lugares deles, estão escalados os atacantes Rafael Silva e Maurides. Outro desfalque é o volante Jackson Caucaia, também lesionado, que dará lugar no meio-campo a Renato ou Jocinei. Devido aos desfalques, Tuca Gomes relacionou o lateral-direito Bruno Santos, lateral-esquerdo Marlon e o atacante Índio, jogadores que estavam sendo pouco utilizados no elenco.

"É um jogo dificílimo, sabemos que é difícil, mas provamos que é possível. Fizemos isso contra o Santos, e buscamos os três pontos, quem conseguir variar e surpreender dentro do jogo vai levar vantagem, a gente conhece o Flamengo, já o superamos duas vezes esse ano", falou o técnico.