Goiás volta a vencer na Série B com triunfo sobre Avaí e deixa zona de rebaixamento provisoriamente

Com direito a dois pênaltis e um gol mal anulado, Esmeraldino reencontra caminho das vitórias após oito rodadas e dorme fora do Z-4; avaianos perdem mais uma e se aproximam da degola

Goiás volta a vencer na Série B com triunfo sobre Avaí e deixa zona de rebaixamento provisoriamente
Foto: Rodrigo Mello/Rádio 730 Goiânia/Especial à Vavel Brasil
Goiás
2 0
Avaí

Na noite desta sexta-feira (17), no Serra Dourada, o Goiás teve, além do Avaí como adversário, a sequência de oito jogos sem vencer. Com um homem a mais e em partida intensa no primeiro tempo, o Verdão fez valer a presença dos quase 1400 torcedores e venceu por 2 a 0. Os gols foram do zagueiro Anderson Salles e do atacante Cassiano.

Com o resultado positivo, o Esmeraldino deixou - provisoriamente - a zona do rebaixamento, indo a nove pontos, assumindo a 16ª posição. Já o Leão da Ilha, com mais uma derrota, caiu para a 15ª colocação e ficou nos mesmos dez pontos de antes, porém cada vez mais próximo do Z-4.

Os times voltam a campo, pela 11ª rodada da Segundona, nesta terça-feira (21). Os goianos vão até Bragança Paulista encarar o Bragantino no Nabi Abi Chedid, às 21h30, enquanto que os catarinenses recebem na Ressacada o - até agora - vice-líder Atlético-GO, contudo mais cedo, às 19h15.

Em situação conturbada no início do campeonato, os times mediram forças mirando se afastar da parte inferior da classificação. O duelo começou bem truncado e muito equilibrado, sendo raras as chances criadas pelos dois lados. Em um espaço cedido pelo Avaí na cabeça de área, Johnatan arriscou da intermediária, mas Renan fez boa defesa.

O lance animou o Esmeraldino, que se motivou em campo e passou a mandar no jogo, criando as melhores oportunidades no embate. Em uma delas, depois de cobrança de escanteio na primeira trave, a bola sobrou com Rossi debaixo da barra. O centroavante até tocou para o fundo do gol, porém o árbitro alegou, erradamente, impedimento.

Pouco depois, depois de novo tiro esquinado, Rafhael Lucas subiu ao cabeceio e testou, contudo o camisa 1 avaiano espalmou. No rebote, o volante David chutou forte, mandando para fora. A pressão, a favor dos mandantes, deixou os visitantes sem espaço para contra-atacar e fazendo com que o arqueiro trabalhasse constantemente. Após bate-rebate no meio-campo, a bola sobrou com Rafhael, que encheu o pé e viu o goleiro tirar.

No minuto seguinte, o momento mais claro para a rede balançar foi dos anfitriões, quando Wendel foi derrubado dentro da pequena área pelo zagueiro Célio. Rafhael fez enrolação antes de cobrar e, na hora do chute, escorregou, com Renan defendendo sem esforços. O que já estava ruim para o Leão da Ilha, piorou do meio para o final da etapa inicial, pois Romarinho saiu de campo reclamando de dores e acabou substituído por Tauã.

Na etapa final, o confronto perdeu ritmo e ficou sem muita emoção, com poucas jogadas ofensivas sendo criadas. Somente com meia hora foi que o Goiás levou perigo, quando Jhon Cley alçou bola no meio da pequena área e Rafhael Lucas cabeceou por cima da barra. No lance seguinte, Cassiano entrou na vaga de Rafhael e, com um minuto em campo, foi derrubado por Fábio Sanches na pequena área. Anderson Salles não titubeou e abriu o placar.

Já nos instantes finais, o que estava ruim para o Leão da Ilha, piorou com a expulsão do volante Luan, deixando a equipe com um homem a menos em campo. Explorando a superioridade numérica, o Verdão mostrou forças diante dos quase 1400 torcedores presentes ao Serra Dourada e fechou o marcador com Cassiano, que ainda deixou para trás o goleiro e tocou para o fundo do barbante.