Roger salienta manutenção: "A gente começa a colher os frutos da continuidade"

Técnico gremista minimizou liderança conquistada por sua equipe, após vencer o Coritiba pelo placar de 2 a 0, neste domingo (29), na Arena do Grêmio

Roger salienta manutenção: "A gente começa a colher os frutos da continuidade"
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Com o triunfo de 2 a 0 ante Coritiba, neste domingo (29), na Arena do Grêmio, o tricolor pode ir dormir na liderança do Campeonato Brasileiro, após oito anos sem desfrutar desse poder. Entretanto, o técnico Roger Machado minimizou o deslumbramento em decorrência da posição e deu destaque para a manutenção da comissão técnica, mesmo após recentes frustrações em competições disputadas (Primeira Liga, Campeonato Gaúcho e Libertadores).

"Compactuo dessa ideia de que o melhor é a liderança na última rodada. Mas, alcançar, mesmo que no começo, o topo da competição, e de um forma a não sofrer gols, é importante. O gostinho é bastante suave à medida que entendíamos que o ano seria duro, que teríamos muitas competições. Mesmo com as eliminações, não saímos do propósito de seguir evoluindo. As características mais importantes de quem dirige futebol são convicção e resiliência. Por isso elogio a conduta da diretoria por confiar na gente e optar por manter o trabalho. Havia um trabalho muito bom em curso, e agora a gente começa a colher os frutos dessa continuidade", ressaltou Roger. 

Embalado depois de aplicar goleada sobre o Atlético-MG em Minas Gerais, o comandante salientou a relevância de manter um padrão na casa gremista, diante de seus representantes: "Era importante após um grande jogo, mostrar na frente do nosso torcedor. Precisava resgatar a confiança e ter retorno da calmaria após a turbulência"

Alvo de críticas no Gauchão e na Libertadores, a defesa do Grêmio agora também é fortemente lembrada. Porém, para alívio dos gremistas, o momento é outro. Do inferno ao céu, o tricolor é o único time que não foi vazado nas quatro primeiras rodadas. A recuperação no setor foi motivo de posicionamento positivo por parte de Roger Machado: "Se partir do princípio que se tem o zero no placar, é mais fácil chegar à vitória. A solidez defensiva, por vezes você não toma gol, mas o goleiro é o mais acionado na partida. Nesses jogos, o Marcelo não precisou fazer defesas muito difíceis, porque não deixamos a bola chegar com a nossa marcação. Agora é continuar, manter esse nível de concentração, para seguir na frente"

De acordo com Roger, o padrão tático ideal para o Grêmio é quando consegue envolver seu adversário: "A forma como eu imagino fazer futebol é tentar gerar desestrutura na primeira linha de defesa do adversário com algumas movimentações. Mesmo que o adversário consiga identificá-las, se fizermos com velocidade e precisão a tendência é que elas saiam também. Não é fixada em um jogador, mas que em algumas movimentações algum atleta use o espaço criado. Começamos bem com esta forma de jogar. Mesmo com a infelicidade das lesões, que bom que estamos conseguindo manter o padrão".

O próximo compromisso do Grêmio é diante do Palmeiras, em São Paulo, na quinta-feira (2), à partir das 21h.