Celso Roth aponta evolução mesmo com eliminação na Copa do Brasil

Mesmo jogando bem, o Colorado não conseguiu reverter a vantagem sobre o Galo, e está fora da Copa do Brasil 2016

Celso Roth aponta evolução mesmo com eliminação na Copa do Brasil
Foto: (Divulgação / Internacional)

Na noite desta quarta-feira (2) o sonho de recuperar o desastroso 2016 com uma Copa do Brasil, para os colorados acabou. O Atlético Mineiro empatou em 2 a 2 com o Internacional, e manteve a vantagem conseguida em Porto Alegre, onde ganhou por 2 a 1. O Galo avançou à final, e o Inter volta seu foco total para a missão de escapar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro 2016.

Na entrevista coletiva após o jogo, Celso Roth que comandou o Internacional, analisa que o time jogou bem, mas não teve sorte, e que a eliminação do Internacional aconteceu no primeiro jogo, no Beira-Rio.

"É duro ver que o time jogou bem e perdemos a classificação naquele segundo gol em Porto Alegre, um erro coletivo. Merecíamos sorte melhor hoje. Enfrentamos uma boa equipe", comentou o técnico.

No decorrer da partida, Celso Roth fez alterações que foram questionadas por grande parte da torcida. O treinador colocou Ariel e Andrigo, que há tempos não jogavam, e optou por deixar Seijas mais uma vez no banco de reservas. Mesmo questionado, Roth viu com bons olhos as mudanças, e afirmou que faltou pouco para que o time avançasse.

"Desde o começo da Copa do Brasil estamos colocando os jogadores que não estão jogando e o Ariel e o Andrigo entraram bem. Deu certo as estradas de Ariel e Andrigo. Chegamos no gol do Atlético e não passamos no detalhe", confirmou.

William que antes atuava como lateral-direito, foi promovido ao meio de campo, e atuou novamente ao lado de Anderson, que vem correndo atrás da sua titularidade. O meio-campo de origem comandou as jogadas ofensivas, e mostrou bastante empenho em ajudar a equipe. Quanto a esse esquema tático, Roth também explicou.

"O William ta numa função interessante e é uma questão de sequência. O Anderson estava treinando bem e está tendo sequência. Quem se escala é o jogador".

O Internacional ainda não conseguiu afastar de vez o fantasma do rebaixamento no Brasileirão, e agora dedica sua atenção total aos jogos que restam, para não amargar uma inédita ida à série b. O técnico reafirma que a cabeça colorada no momento está pensando no jogo contra o líder Palmeiras, e que a equipe alvirrubra obteve evolução nos últimos meses.

"Temos outro jogo difícil, outro clássico contra o Palmeiras e temos que somar pontos. Conseguimos em dois meses e meio essa recuperação. Os jogadores estão de parabéns, mas ainda não conseguimos nada. É pouco tempo dois meses e meio de trabalho numa competição como essa e conseguir dar resposta, mas não saímos da situação", finalizou o comandante.

O Internacional enfrenta o líder no domingo (6), na Arena Palmeiras às 17h, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.