Londrina aproveita expulsões no Joinville, vence e segue em busca do G-4

Tubarão conta com cartões vermelhos aplicados a Fabiano Eller e Everton Silva, controla etapa final, vence mais uma e chega à 6ª posição

Londrina aproveita expulsões no Joinville, vence e segue em busca do G-4
Foto: Divulgação / Joinville Esporte Clube
Londrina
1 0
Joinville
Londrina: Marcelo Rangel; Lucas, Éverton Sena, Matheus, Paulinho; Bidia, Fillipe Soutto, Zé Rafael, Rondinelly; Marcus Vinícius (Itamar), Keirrison.
Joinville: Samuel Pires; Reginaldo, Danrlei, Fabiano Eller e Diego; Naldo, Matheus Bertotto, Bruno Ribeiro, Bruno Farias (Everton Silva) e Giva; Jael.
Placar: 1-0, min. 6/2º, Zé Rafael.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, disputada no estádio do Café, em Londrina. Público total de 2.357 torcedores.

Com muita chuva na cidade do Café, Londrina e Joinville duelaram pela 23ª rodada da Série B neste sábado (3). O Tubarão levou a melhor e venceu mais uma na competição, seguindo sua busca pelo G-4. Já o Tricolor catarinense está em situação cada vez mais caótica, na 19ª e penúltima posição do campeonato.

O Londrina, com gol de Zé Rafael, chegou a 36 pontos, em 6º na tabela. Enquanto isso, o Joinville tem apenas 22 somados até aqui. Na próxima rodada, o LEC enfrenta o Paraná fora de casa, às 16h00 do próximo sábado (10). Já o JEC tem pela frente um confronto direto contra o rebaixamento, ao enfrentar o 18º Tupi, em casa, na sexta-feira, às 19h15.

Fabiano Eller é expulso e complica representação tricolor

O jogo começou em um ritmo lento, com bastante estudo entre as agremiações em campo. Zé Rafael cobrou falta da meia direita e o goleiro Samuel afastou a bola de soco pelo Joinville, aos 10 minutos. A tentativa de resposta dos visitantes foi no ataque organizado pelos Brunos: Farias tocou para Ribeiro, mas o cruzamento foi cortado pela defesa.

Um dos caminhos do JEC realmente era a velocidade de Bruno Ribeiro pelo lado direito. Assim, o tricolor catarinense não se restringiu a esperar o Londrina. Aos 22 minutos, o Tubarão atacou em passe de Rondinelly, Zé Rafael chutou rasteiro e Samuel espalmou, quase sofrendo um frango. Na cobrança do escanteio, Keirrison apareceu na área para cabecear e Samuel mandou bem demais para espalmar.

O Londrina melhorava: Rondinelly cruzou da direita, Keirrison subiu, cabeceou e Samuel novamente foi fantástico. Já o tricolor só assustou em saídas velozes de contra-ataque, sem finalização de perigo. Um lance capital surgiu na marca dos 39': Zé Rafael deu um passe esperto para Keirrison e Fabiano Eller puxou a camisa do adversário, que sairia na cara do gol. O árbitro não teve dúvidas e sacou o cartão vermelho direto ao zagueiro. O Joinville, portanto, ficou com um jogador a menos.

Mesmo na desvantagem, Giva tentou a abertura do placar aos 45. Houve a marcação do impedimento de forma equivocada e o jogador chutou para fora. O técnico Lisca reclamou demasiadamente do impedimento e acabou expulso da beira do gramado, complicando ainda mais a situação catarinense.

Zé Rafael marca golaço e garante vitória do Tubarão

O segundo tempo prometia a pressão do Londrina. Ela começou cedo com Zé Rafael, que bateu falta visando o ângulo, mas mandou à esquerda, com muito perigo. Logo depois, o meia desencantou em um golaço. Tabelou com o adversário, recebeu de volta, driblou dois e chutou forte, no canto: 1 a 0.

Queria mais o meia do Londirna e Zé Rafael chutou de primeira pela esquerda da área, a bola desviou e saiu em escanteio, aos 12 minutos. No lance seguinte, Keirrison perdeu oportunidade na cara do gol, mas o assistente já marcava o impedimento do ataque alviazul.

A atuação individual de Zé Rafael seguia como capital do Londrina no jogo. O Tricolor, que necessitava de reação, não a encontrava. Aos 29 minutos, o goleiro Samuel saiu da meta para antecipar chegada de Itamar na área, chutou a bola e tomou um encontrão na sequência. Precisou de atendimento médico para retornar ao jogo.

Aos 40 minutos, Everton Silva, que recém havia entrado, acabou expulso, por acertar um tapa no jogador do Londrina. Com muita reclamação pelas duas expulsões, o Joinville ficou com apenas nove atletas em campo. Em plena vantagem numérica, Keirrison teve nova oportunidade, mas chutou por cima.

De forma inesperada e espetacular, o Joinville teve chance clara a 46 minutos do segundo tempo, com Bruno Ribeiro. Ele apareceu na área, chutou no goleiro e, no rebote, tentou encobrir e carimbou o travessão. Aos 49', Naldo foi aproveitar lateral lançada na área, chutou, Marcelo Rangel foi no reflexo para defender, mas o jogo estava parado em impedimento. Foi a última oportunidade do jogo, que se encerrou mesmo no 1 a 0, aos 51 minutos.