Náutico mostra boa postura ofensiva e bate Joinville na Arena Pernambuco

Resultado deixa Timbu 100% como mandante e aproxima alvirrubro pernambucano do G-4

Náutico mostra boa postura ofensiva e bate Joinville na Arena Pernambuco
(Foto: Léo Lemos/Náutico)
Náutico
2 0
Joinville
Náutico: Júlio César; Joazi, Eduardo (Léo Pereira – 35’/1ºT), Rafael Pereira e Mateus Müller; Gastón Filgueira, Bérgson, Renan Oliveira (Eurico – 27’/2ºT) e Maylson; Taiberson (Tiago Adan – 24’/2ºT) e Roni. Técnico: Alexandre Gallo.
Joinville: Oliveira; Robertinho (Adriano – 28’/2ºT), Bruno Aguiar, Victor Oliveira (Cléo Silva – 18’/2ºT) e Júnior; Paulinho Dias, Naldo e Pereira; Éverton Silva, Fernando Viana (Kadu – intervalo) e Murilo. Técnico: Hemerson Maria.
Placar: 1-0, Renan Oliveira, 22'/1ºT. 2-0, Tiago Adan, 42'/2ºT.
ÁRBITRO: Francisco Carlos do Nascimento (AL), auxiliado por Edras Mariano de Lima Albuquerque (Aspirante FIFA/AL) e Rondinelle dos Santos Tavares | Cartões amarelos: Victor Oliveira (JEC - 30'/1ºT), Mateus Müller (NAU - 20'/2ºT), Roni (NAU - 25'/2ºT), Robertinho (JEC - 26'/2ºT), Bérgson (NAU - 38'/2ºT), Cléo Silva (JEC - 40'/2ºT) e Gastón Filgueira (NAU - 45'/2ºT).
INCIDENCIAS: Partida realizada na noite desta sexta-feira (03), na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata/PE. Jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016.

O objetivo de somar pontos dentro de casa continua a ser cumprido à risca pelo Náutico. Na noite desta sexta-feira (03), o Timbu venceu o Joinville por 2 a 0, em jogo realizado na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata/PE, e válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Renan Oliveira e Tiago Adan, um em cada tempo, assinalaram os tentos da vitória pernambucana.

Com o resultado, o Náutico permanece 100% de aproveitamento em casa e se aproxima do G-4. Os alvirrubros ocupam temporariamente o quinto lugar, com 10 pontos ganhos. Por outro lado, o início da Série B para o JEC é muito ruim e o clube catarinense segue em campanha irregular. Ainda assim, o escrete está na 13º posição, com seis pontos ganhos.

A próxima rodada será realizada na terça-feira (07). O Náutico mede forças contra o Paysandu às 19h15 no Estádio da Curuzu, em Belém/PA. Por sua vez, o Joinville tenta a reabilitação contra o Vasco da Gama, às 21h30, na Arena Joinville.

Náutico parte para o ataque e abre vantagem

A partida começou com as linhas de marcação avançada. Os primeiros cinco minutos ficaram concentrados no meio de campo, sem criatividade dos meias responsáveis pela criação de jogadas. A primeira chance de jogo veio aos oito minutos. Após cruzamento na área, a defesa do Joinville afastou e Maylson emendou de primeira na área. O goleiro Oliveira fez boa intervenção. Aos 11, Náutico fez boa jogada de escanteio e Bérgson chutou forte. O arqueiro do JEC defendeu.

Os donos da casa continuavam melhores na partida. Depois de contra-ataque iniciado no campo de defesa, Taiberson foi acionado, entrou na área e finalizou forte. A bola bateu no travessão antes de sair. Após tanta insistência e pressão, conforme postura ofensiva orientada pelo técnico Alexandre Gallo, o Timbu abriu o marcador. Aos 22 minutos, Roni recebeu belo lançamento na esquerda e cruzou de primeira. Renan Oliveira apareceu para completar e assinalar o primeiro gol do jogo.

Após a abertura do placar, o Joinville tentou recuperar o campo perdido para buscar o empate. Mas cometia falhas consecutivas na parte tática e não conseguiu reverter a estratégia. O Náutico pressionava e tinha bastante velocidade ofensiva. Isso era uma prova dos números positivos alvirrubros como mandante. Nos contra-ataques, o clube pernambucano errava o alvo e desperdiçava oportunidades de ampliar a vantagem. Aos 41 minutos, Mateus Müller arriscou de longe, mas a bola subiu.

Náutico continua melhor no segundo tempo e conquista vitória

Mesmo com a vantagem, o Náutico se aproveitou dos sucessivos erros do Joinville para ter tranquilidade durante toda a etapa complementar. Aos oito minutos, Bérgson chutou de forma despretensiosa e assustou o goleiro Oliveira. Aos 16, Gastón Filgueira tocou para Roni e o atacante acionou Taiberson na área. O jogador deu um belo toque por cima do goleiro e Victor Oliveira cortou em cima da linha para evitar o segundo gol alvirrubro.

O Joinville arriscou um contra-ataque perigoso e quase conseguiu o empate. Aos 24 minutos, Cléo Silva foi acionado em lançamento e partiu para cima da defesa para finalizar com perigo. A bola passou muito perto da trave defendida por Júlio César. A resposta foi à altura. Aos 27, Mateus Müller cobrou falta de muito longe e com força. O arqueiro do JEC afastou como pôde. As alterações realizadas pelos dois treinadores cadenciaram o jogo e a produtividade dos clubes caiu de rendimento. Era notória a lentidão das equipes em armar e finalizar as jogadas que tentavam construir.

Na reta final, os lances de perigo voltaram a acontecer. O Joinville tentou o empate aos 39 minutos, quando Cléo Silva recebeu a bola, girou e bateu. A pelota amorteceu na defesa e Júlio César defendeu. O Náutico, quando voltou a atacar, foi mais preciso. Aos 41 minutos, Roni foi lançado e finalizou em cima de Oliveira; em seguida, Roni tocou para Maylson, que mandou por cima. No minuto seguinte, porém, a vitória foi sacramentada. Roni apareceu novamente, cruzou para Tiago Adan e o jogador finalizou para marcar seu primeiro gol com a camisa do Timbu, sacramentar a vitória e permanecer com 100% de aproveitamento em casa.