Médico do Náutico avalia situação clínica de atletas após jogo contra Joinville

Walber sentiu a panturrilha na partida de ontem, contra o Joinville, mas DM alvirrubro descarta estiramento

Médico do Náutico avalia situação clínica de atletas após jogo contra Joinville
Atleta se submeterá a um exame de imagem na noite de hoje (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Na partida da última terça-feira (13), o lateral-direito Walber sentiu dores semelhantes a de uma contratura na panturrilha direita, e, segundo o médico do Náutico, Fábio Ribas, a equipe técnica optou por poupar o atleta.

“Ele sentiu, segundo o próprio atleta, uma fisgada”, explicou Ribas. A equipe alvirrubra desembarcou em Recife na noite desta quarta-feira (14), e o atleta irá realizar exame de imagem para um diagnóstico preciso da lesão.

O lateral foi reserva de Joazi por boa parte do campeonato, e também sofreu uma lesão de grau um na panturrilha. Quando conseguiu finalmente a titularidade, sofreu mais uma lesão.

Ribas tranquilizou a torcida, pois, segundo ele, a lesão não aparenta ser um estiramento. O médico também informou a situação do meia Vinícius, que realizou mais um exame onde foi descartada a lesão. O meia foi reintegrado ao grupo e treina normalmente.

Também foi avaliada a situação do atacante Yuri Mamute: “Ele ficou no departamento médico até o domingo e na segunda participou do treino com o grupo que ficou no Recife”, explicou Ribas.

Porém, o volante Maylson segue fora dos gramados. Ele sofreu uma lesão no ligamento colateral medial do joelho na 22ª rodada, contra o Londrina, e ficará de fora até o final da temporada.

"Depois, vai depender da condição física dele. A princípio, o atleta está bem entusiasmado com essa possibilidade e a gente trabalha para que ele volte a participar pelo menos nas três últimas rodadas".

Na noite de ontem, o Náutico procurou o Comitê de Litígios da CBF para buscar ressarcimentos financeiros do Brasil de Pelotas-RS e Sampaio Corrêa-MA. O clube alega deslealdade nas faltas sofridas por Rodrigo Souza e Maylson.

Esses lances causaram um prejuízo de mais de dois meses sem os atletas poderem atuar. O Timbu irá apresentar laudos médicos e vídeos dos lances para o Comitê. Segundo o diretor de futebol Eduardo Henriques, o Náutico vai lutar pelo ressarcimento.