Irregulares, Náutico e Paysandu duelam visando se afastar da zona de rebaixamento

Timbu busca seguir com chances matemáticas do acesso e voltar a vencer em casa após três jogos, enquanto Papão tenta se distanciar da degola

Irregulares, Náutico e Paysandu duelam visando se afastar da zona de rebaixamento
Foto: Fernando Torres/Paysandu
Náutico
Paysandu
Náutico: Júlio César; Joazi, Adalberto, Rafael Pereira e Gastón Filgueira; João Ananias, Renan Oliveira e Vinícius; Rony, Bérgson e Jefferson Nem. Técnico: Givanildo Oliveira
Paysandu: Emerson; Roniery, Fernando Lombardi, Gilvan e João Lucas; Ricardo Capanema, Augusto Recife, Lucas, Tiago Luís e Maílson; Leandro Cearense. Técnico: Dado Cavalcanti
ÁRBITRO: Gleidson Santos Oliveira (BA)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, a ser realizada na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata

Na tarde deste sábado (17), o Náutico recebe o Paysandu na Arena de Pernambuco, às 16h30 (de Brasília), pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Irregulares na competição, as duas equipes buscam a vitória para se afastarem da zona do rebaixamento.

Para voltar a subir na tabela da Série B, o Náutico quer viver o bom momento da primeira fase da competição na Arena de Pernambuco. Nos últimos quatro jogos realizados no estádio pelo segundo turno, a equipe terminou sem vitórias - dois empates e duas derrotas.

Por outro lado, o Paysandu espera aproveitar o momento do rival para conquistar três pontos importantes fora de casa para se afastar da zona do rebaixamento e subir na tabela.

Givanildo Oliveira mantém suspense e não define titulares

Mesmo sem vitórias do Náutico há quatro jogos, mas ainda invicto à frente do clube, Givanildo Oliveira optou pelo mistério e não definiu o time titular com antecedência para o confronto diante do Paysandu. Com apenas dois desfalques, o comandante alvirrubro deu indícios de que vai a campo com uma equipe mais ofensiva, porém ainda não a confirmou.

Certo é que o treinador não pode escalar o lateral-direito Walber, que foi vetado pelo departamento médico com uma contusão grau um na panturrilha direita. A outra baixa é na cabeça de área, já que Rodrigo Souza recebeu seu terceiro amarelo diante do Joinville e precisará cumprir a suspensão automática.

Na lateral, a expectativa é de que o jovem Joazi, dono da posição com Alexandre Gallo, seja o escolhido, deixando Hayner como opção entre os suplentes. No meio-campo, Vinícius deve ganhar um espaço, com a postura sendo alterada, fazendo João Ananias ser o único volante dos 11, enquanto Renan Oliveira completa a zona de armação.

Sem vitórias há três embates na Arena de Pernambuco, ao contrário do primeiro turno, o Timbu caiu de produtividade no segundo e viu o G-4 ficar cada vez mais distante, o que era antes uma realidade. Se mantiver as chances de acesso à elite, os alvirrubros precisam voltar a deslanchar em casa, o que foi destacado por Givanildo.

"O Náutico não podia vacilar desde o jogo do Bahia, pois era jogo para ganhar. Temos que fazer o dever de casa e, lá fora, fazer o ponto. Esse ponto estaria valendo mais se tivéssemos derrotado o Bahia. Amanhã é o Paysandu e teremos que ganhar. Vai diminuindo o número de jogos e chega um momento que nós fazemos a conta. Nós temos que acordar e ganhar", declarou o comandante.

A provável escalação do Timba para o jogo, válido pela 26ª rodada da Segundona, é: Júlio César; Joazi, Adalberto, Rafael Pereira e Gastón Filgueira; João Ananias, Renan Oliveira e Vinícius; Rony, Bérgson e Jefferson Nem.

Número de pendurados preocupa Dado Cavalcanti

O Paysandu vive uma situação parecida à do Náutico, mas se encontra um pouco abaixo na tabela: é o atual 14ª colocado, com 32 pontos, está a seis pontos do G-4 e cinco de entrar na zona de rebaixamento. A equipe paraense, no entanto, vem embalada após vencer o Bahia por 2 a 1 , no Mangueirão, na última terça-feira (13).

Para ao confronto, o Paysandu tem apenas um desfalque confirmado. Trata-se do volante Ilailson, que, após sentir um incômodo no joelho, foi vetado pelo departamento médico. Quem o substituirá no duelo contra o Náutico deve ser Ricardo Capanema. Mesmo assim, a principal preocupação da comissão técnica são os números de cartões amarelos, já que o Papão tem 10 jogadores pendurados: Emerson, Domingues, Jhonnatan, Ricardo Capanema, Lombardi, Rafael Costa, Roniery, Mailson, Lucas e Augusto Recife.

Em contrapartida, o técnico Dado Cavalcanti talvez possa contar com Cleyton e Jobinho, novos reforços do Papão para o ataque. Os dois jogadores, no entanto, devem começar o jogo no banco de reservas. Após a chegada do atacante Jobinho, anunciada na última quinta-feira (15), a diretoria do Paysandu anunciou de forma oficial a contratação do meia Cleyton, de 26 anos, que estava disputando a Série D do Campeonato Brasileiro pelo CSA

O jogador já está com o seu nome inscrito no Boletim Informativo Diário da CBF, o BID, e pode ser uma das opções do técnico Dado Cavalcanti para as próximas partidas. Ele inclusive já viajou com o restante do elenco para a partida contra o Náutico.