Vinícius dá show e Náutico conquista sobre Paysandu primeira vitória com Givanildo

Timbu bate com três gols do meia e deixa Papão mais próximo da zona de rebaixamento, se aproximando do G-4 da Série B

Vinícius dá show e Náutico conquista sobre Paysandu primeira vitória com Givanildo
Foto: Léo Lemos/Náutico
Náutico
3 1
Paysandu
Náutico: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Adalberto e Gastón Filgueira; João Ananias, Marco Antônio (Esquerdinha, min. 85) e Vinícius; Rony, Bérgson (Yuri Mamute, min. 69) e Renan Oliveira (Negretti, min. 76). Técnico: Givanildo Oliveira
Paysandu: Emerson; Roniery, Fernando Lombardi, Gilvan e João Lucas; Ricardo Capanema, Augusto Recife (Rafael Costa, min. 82), Jhonnatan (Maílson, min. 61) e Lucas (Raí, min. 74); Tiago Luís e Leandro Cearense. Técnico: Dado Cavalcanti
Placar: 1-0, min. 16, Vinícius; 2-0, min. 21, Vinícius; 2-1, min. 40, Jhonnatan; 3-1, min. 94, Vinícius
ÁRBITRO: Gleidson Santos Oliveira (BA). Cartões amarelos: Augusto Recife (min. 28), Lucas (min. 48), Vinícius (min. 60), João Lucas (min. 80), Ricardo Capanema (min. 82) e Esquerdinha (min. 90). Cartão vermelho: Roniery (min. 93)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, disputada na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata

Mesmo começando o jogo avassalador, o Náutico caiu de rendimento ainda no primeiro tempo, entretanto derrotou o Paysandu na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Em confronto válido pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, o Timbu teve mais eficiência e levou a melhor por 3 a 1, com gols assinalados pelo meia ViníciusJhonnatan descontou pelo Papão.

Com o triunfo, os alvirrubros pulam para a 11ª posição, chegando aos 36 pontos e se distanciando da degola. Já os bicolores seguem colados na zona de rebaixamento pois, mesmo ficando na 14ª colocação com 32 pontos, veem os adversários na briga contra o Z-4 seguirem muito próximos.

Os times voltam a campo, pela 27ª rodada da Segundona, na próxima semana. Os pernambucanos vão até Curitiba duelar com o Paraná no Durival Britto no sábado (24), às 16h20, já os paraenses enfrentarão o Bragantino na Curuzu, em Belém, em duelo a ser realizado apenas na segunda-feira (26) às 20h.

Vinícius brilha e Timbu sai à frente, mas Papão reage

Buscando se afastar da zona de rebaixamento e seguir com chance de lutar por uma das vagas na elite, Náutico e Paysandu tiveram o início bastante equilibrado e truncado, com pouca criatividade ofensiva. Se no ataque os times raramente chegaram, no meio-campo travaram as jogadas mais duras, deixando o jogo sem emoções à torcida presente.

Apesar do equilíbrio, o Timbu deteve mais volume e se aproximou do tento. Assim como água mole em pedra dura, os anfitriões chegaram às redes. Renan Oliveira fez bom lance individual e serviu na entrada da área para Vinícius, que bateu da intermediária. A bola raspou em Roniery e saiu do alcance de Emerson, que apenas a viu cair nas suas redes.

Pouco tempo depois, os pernambucanos demonstraram que estariam com maior vontade de buscar ampliar a vantagem conquistada. Indo à zona de ataque livre de marcação, conseguiram fazer o segundo gol e ficaram mais tranquilos em campo. O meia Vinícius, com uma tarde inspirada, recebeu de fora da área e encheu o pé, acertando o ângulo.

Melhor dentro das quatro linhas na etapa inicial, o meio-campista da equipe alvirrubra teve a oportunidade de assinalar uma pintura com maiores requintes que a anterior. Aproveitando erro do camisa 1 dos bicolores, o articulador arriscou do círculo central afim de encobri-lo, mas a pelota saiu por cima da barra.

Nos minutos finais, o Papão evoluiu e foi determinado a minimizar a vantagem dos donos da casa. Na insistência, os paraenses chegaram a balançar o barbante e conseguiram reequilibrar o duelo na reta final. O volante Augusto Recife fez um bom lance e viu Jhonattan surgir no meio da marcação. O articulador foi mais rápido e chutou na saída de Júlio César, assustando os mandantes. Em seguida, Rony arrematou à distância, contudo o goleiro visitante interveio com uma intervenção espetacular.

Vinícius marca de pênalti no fim e conquista a vitória

Para a etapa final, os dois treinadores reconheceram o equilíbrio em campo e optaram por não realizar alterações nos respectivos times. A permanência dos 11 jogadores fez o duelo seguir como terminou nos 45 minutos iniciais, ficando muito truncado e com a possibilidade dos dois irem ao ataque.

Apesar de ter ficado pouco movimentado, os comandantes decidiram fazer uma mudança cada, visando dar maior ritmo ofensivo. No lado paraense, Dado Cavalcanti deixou o bicolor com três homens na zona de ataque, colocando Maílson no lugar de Jhonnatan, autor do gol no primeiro tempo. Enquanto Givanildo manteve o estilo, trocando Yuri Mamute por Bérgson.

A modificação fez o Timbu ficar mais disposto e insistir pelo terceiro gol. Na persistência, Renan Oliveira saiu com liberdade no meio dos marcadores e chutou forte, mas a bola explodiu na trave, assustando os bicolores. No rebote, Gastón Filgueira também tentou, porém não foi eficaz. Em sequência, Emerson saiu jogando errado e a bola ficou com Marco Antônio, que arriscou à distância e fraco para o corte de Fernando Lombardi.

Nos últimos instantes, os alvirrubros permaneceram com a pressão e fecharam o caixão do Papão. Após bom lançamento em profundidade na pequena área, Rony foi derrubado por Roniery, que acabou sendo expulso. Na cobrança, Vinícius mostrou que estava em uma tarde de inspiração e, com categoria, encerrou a conta e deu números finais.