Após perder acesso, Givanildo Oliveira critica apatia do elenco do Náutico: “Tiraria seis jogadores”

Para o treinador alvirrubro, seus comandados não conseguiram render o esperado enquanto o adversário fez uma excelente partida e mereceu a vitória

Após perder acesso, Givanildo Oliveira critica apatia do elenco do Náutico: “Tiraria seis jogadores”
Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil

A derrota para o Oeste por 2 a 0 pela última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016 não foi traumática apenas para a torcida do Náutico. O técnico Givanildo Oliveira também se mostrou bastante chateado com o rendimento dos atletas alvirrubros durante a partida decisiva, e comentou sobre o resultado adverso que ficará marcado mesmo após uma campanha invejável do time após sua chegada.

Não jogamos bem. E além de perdermos a partida, perdemos o acesso. Passamos para eles durante a semana que tínhamos que fazer nossa parte, e infelizmente não fizemos. No primeiro tempo vimos o time deles jogar e fazer dois a zero. Ficava complicado porque o empate não interessava. Tínhamos que fazer três e não tomar mais nenhum. Tentamos, mas não tivemos forças de fazer pelo menos um gol. Merecida a vitória do Oeste”, desabafou o técnico.

Uma fala de Givanildo aos atletas após o primeiro tempo ilustrou a irritação do treinador. “A gente generaliza mas sei que alguns jogadores renderam um pouco mais, mas não posso dizer que renderam bem. No intervalo eu falei aos atletas que se pudesse tiraria seis jogadores. Como não posso, são três trocas, fiz duas e guardei uma. Eles viram que estávamos precisando de alguma coisa, mas essa alguma coisa não veio e nós terminamos perdendo o jogo”, comentou.

Para o comandante timbu, a boa campanha após sua chegada não foi suficiente. “Vocês jornalistas trabalham muito com números, e dizem que eles não mentem. Mas para mim os números mentem, porque precisávamos dos três pontos agora e eles não chegaram. Pela campanha que fizemos, tivemos um aproveitamento de 70% desde que cheguei. Nove vitórias, dois empates e quatro derrotas com a de hoje. Sei que ganhar seis jogos seguidos nessa série B é difícil, mas na hora que mais precisávamos não ganhamos”, lamentou.

Sobre a atuação do adversário, o técnico foi novamente enfático. “O Oeste foi superior e por isso ganhou bem. Se aproveitou da maneira como jogamos. Do mesmo jeito que mostramos a maneira como eles jogam na preleção, eles mostraram aos atletas deles como nós jogamos. E eles acertaram mais do que a gente, por isso foram vencedores. Fizeram um grande jogo”.