Cuca mantém mistério no ataque do Palmeiras e projeta grande jogo no clássico

Treinador acredita que confronto diante do Corinthians não será fácil, descarta favoritismo no setor ofensivo do Verdão e faz projeções sobre o futuro do time no Campeonato Brasileiro

Cuca mantém mistério no ataque do Palmeiras e projeta grande jogo no clássico
Cuca espera conseguir bom resultado no clássico (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Aconteceu na manhã desta sexta-feira (14) o último treino que antecedeu um dos maiores clássicos do futebol brasileiro: O Derby Paulista. O Palmeiras enfrentará o Corinthians no próximo sábado (16) na Arena Corinthians, às 16h em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sem definir o time, Cuca apontou o confronto como um grande jogo, já que todo clássico é gera um clima diferente.

"É um clássico, e todo clássico é diferente. Um clássico mexe com o torcedor, com a imprensa, com os jogadores e com a cidade. É importante contra o Santos, contra o São Paulo. Todo clássico tem sua importância e esse é um clássico decisivo tanto para o Corinthians quanto para o Palmeiras. A gente pressupõe que vai ser um grande jogo”.

Quando questionado quem teria vida mais difícil no confronto, Cuca não hesitou em dizer que cada um foca na sua parte. Para ele, enfrentar o Corinthians fora de casa é um grande desafio a ser enfrentado e buscará o máximo para conseguir um bom resultado.

"Eu cuido da minha parte. Para nós a dificuldade é muito grande em jogar com o Corinthians mesmo se fosse em casa, e fora de casa se torna ainda mais difícil. O Corinthians tem muita força de arquibancada. O time do Corinthians é um time organizado, um time que joga junto já tem algum tempo, tem uma filosofia de trabalho. A gente está preparado pra um jogo difícil, então temos que fazer o máximo de coisas certas para conseguir um bom resultado".

A entrada de Edu Dracena no lugar de Vitor Hugo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, já é certa. A incógnita de Cuca para o clássico é o ataque do Verdão. O técnico tem como opções Leandro Pereira, Erik, Lucas Barrios e Rafael Marques.

"O Edu (Dracena) entra na zaga, assim como ele jogou em Porto Alegre. Na frente, temos essa dúvida ainda, não temos nada definido. (...) Temos Barrios, um centroavante que é fixo, o Leandro (Pereira), um centroavante de mais velocidade pra escolher também. O Erik pode voltar. É uma opção que temos nos jogos, um menino que temos muita confiança. O Rafael (Marques) também, apesar de não ser um centroavante, atuou na função quando tivemose Leandro Pereira e Barrios. Hoje a gente tem os dois, mas é um jogador importante pra nós também".

No treino, o comandante alviverde conversou bastante com os jogadores antes do início das atividades. A pergunta que veio à tona foi: o que foi dito na conversa? Cuca deixou claro que uma provável derrota não tira o Palmeiras da briga pelo título. Além disso, o técnico projetou o futuro do time no Brasileirão.

Ontem (quinta) eu conversei com eles (jogadores) sobre isso. Às vezes a gente tem um resultado adverso em casa, assim como tivemos contra o Flamengo, e se abate. Mostrei o outro lado. Nós poderíamos ter tido um resultado pior. As coisas estão muito boas para nós. Faltam 13 rodadas e lutamos por oito vitórias em cima de um campeonato difícil, jogando seis partidas em casa. Tudo pode acontecer. Podemos perder a liderança em um momento e voltar em outro. Estamos preparados para isso".

O que preocupa na reta final de um Campeonato Brasileiro para Cuca é o equilíbrio da equipe. Cada ponto conquistado, para ele é essencial e é necessário entender que, em um campeonato de grande regularidade, um ponto a mais ou a menos, faz a diferença na reta final da disputa. 

"É a gente ser equilibrado. As vezes um ponto vale muito. É um que você soma e dois que o seu adversário não somou. Isso pode com o Grêmio, e o mesmo deles em relação a nós, e com o Flamengo. São jogos que você tem que entender que um ponto nesse jogo, se fica frustrado porque criou um ambiente pra vencer e não conseguiu, mas que lá na frente podem ser muito importantes. É um campeonato de regularidade que se você somar pontos é importante".

O Palmeiras é líder do Campeonato Brasileiro e soma 48 pontos, um a mais que o vice-líder Flamengo. Qualquer resultado diferente da vitória diante do Corinthians coloca em risco a liderança do Alviverde caso a equipe rubro-negra vença o Figueirense no próximo domingo (18), às 11h, conquistando os três pontos.