Em duelo de tricolores na Série B, Paraná bate Joinville com gol de Robson

Tricolor mandante leva a melhor em clássico da região sul, pela segunda divisão do Campeonato Brasileiro

Em duelo de tricolores na Série B, Paraná bate Joinville com gol de Robson
(Foto: Divulgação / Joinville)
Paraná
1 0
Joinville
Paraná: Marcos; Diego Tavares, Pitty, Alisson Brand e Fernandes; Leandro Silva, João Basso, Murilo Rangel e Valber (Henrique); Robson e Lúcio Flávio (Robert).
Joinville: Oliveira; Éverton Silva (Bertotto), Bruno Aguiar, Ligger e Diego; Naldo, Paulinho Dias e Pereira; Dodô, Fernando Viana (Barbio) e Gabriel Vasconcelos
Placar: 1-0, min. 44, Robson.
ÁRBITRO: Mayron dos Reis Novais (Maranhão)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, disputado no estádio Vila Capanema, em Curitiba. Público total: 3.018 espectadores

Na Vila Capanema, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, duelo de tricolores entre Paraná Clube e Joinville. Os mandantes venceram a partida com gol marcado ainda na etapa inicial. Aos 44 minutos, Robson aproveitou jogada de Lúcio Flávio e definiu o 1 a 0.

Com a vitória, o Paraná sobe na tabela, com 17 pontos, na 10ª colocação. Abaixo, o Joinville fica na zona de rebaixamento como 17º, com apenas 11 de pontuação. Na próxima jornada, o Paraná encara o Vasco da Gama fora de casa, na terça-feira (29), às 20h30. No mesmo dia, mais cedo, às 19h15, o Joinville recebe o CRB.

Primeira etapa ruim e gol do Paraná no fim

O Paraná buscou a iniciativa como mandante, mas o começo de partida foi bastante truncado e de pouquíssimas chegadas de perigo. Aos 8 minutos, Murilo Rangel fazia boa jogada no ataque paranaense, mas a zaga do Joinville não deixou evoluir.

Camisa 9, Lúcio Flávio foi constantemente acionado. Aos 13 minutos, Basso tentou o lançamento, mas a arbitragem sinalizou o impedimento do atacante. Aos 16', Robson foi quem acionou Lúcio Flávio, mas a bola fugiu do domínio do avante e ficou para o guarda-redes Oliveira.

A resposta de ataques do Joinville foi aos 19 minutos. O defensor Bruno Aguiar cobrou falta, a bola desviou na barreira e passou próxima da meta do tricolor curitibano. Aos 25 minutos, Murilo Rangel engatilhou a finalização, mas pegou fraco na bola e facilitou ao goleiro do Joinville.

As equipes testaram a paciência dos presentes na Vila Capanema, com muitos erros individuais na parte técnica. Aos 34 minutos, o cruzamento que procurava Murilo Rangel terminou nos braços do goleiro. O JEC até cresceu nos últimos instantes do primeiro tempo, mas pouco para produzir a abertura do marcador.

Do outro lado, no crepúsculo dos 44 minutos, o Paraná aproveitou. Lúcio Flávio chegou invadindo a área, recebeu a marcação, caiu, pediu pênalti, se recuperou no lance e a bola se ofereceu para Robson. Ele girou e, com um chute certeiro, abriu o placar para os mandantes: 1 a 0.

Jogo mais aberto, mas placar fica no 1 a 0 ao Tricolor mandante

Para reagir no jogo, o técnico Hemerson Maria trocou o Joinville. O lateral-direito Éverton Silva saiu para entrada do colorado Bertotto. Já Fernando Viana saiu e William Barbio, ex-Bahia e América-MG, ingressou para configurar o ataque pelo setor da direita.

O volante Bertotto invadiu a grande área nos primeiros giros do cronômetro e foi desermado, não havendo a penalidade. O Paraná, por sua vez, buscou o segundo gol em escanteio cobrado por Robson e o goleiro Oliveira saiu para soquear a bola.

Aos 9 minutos, Lúcio Flávio, o perigoso camisa 9, teve chance na cabeçada, tirou do alcance de Oliveira, mas mandou para fora. Insistindo no jogo aéreo, levantamento de Robson em cobrança parou em boa saída de Oliveira, que ainda sofreu a falta no lance.

Em tentativa do JEC acionar o ataque para Gabriel Vasconcelos, o goleiro Marcos demonstrou estar atento e fez a defesa no passe. Aos 16', foi William Barbio quem recebeu em chance e a finalização explodiu na marcação para sair em escanteio.

Aos 20', chegada do Paraná com passe de Lúcio Flávio para Murilo Rangel, o meia arriscou o chute no ângulo e Oliveira se esticou para espalmar em grande defesa. Oportunidade de ouro teve o JEC em passe de Bertotto para Dodô. A finalização acertou a defensiva paranaense aos 23 minutos.

O crescimento do Joinville veio após o cruzamento da metade do segundo tempo. Adentrando o campo de ataque, o JEC, entretanto, não criava chances claras para igualar o placar na Vila Capanema. Seguro, o Paraná Clube dominou o resultado que o faz subir na tabela da Série B.