Embalado Santa Cruz faz clássico nordestino com Vitória na estreia do Brasileirão

Após dez anos ausente da elite, Mais Querido entra em campo motivado pelas conquistas da Copa do Nordeste e do Pernambucano, enquanto o Leão aposta no título do Baiano para começar com pé direito

Embalado Santa Cruz faz clássico nordestino com Vitória na estreia do Brasileirão
Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz
Santa Cruz
Vitória
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vítor, Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Wellington Cézar, Uillian Correia e Wallyson (Fernando Gabriel); Arthur, Keno e Grafite. Técnico: Adriano Teixeira (interino)
Vitória: Fernando Miguel, José Wlison, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral, Marcelo e Leandro Domingues; Alípio (William Henrique), Vander e Kieza. Técnico: Vágner Mancini
ÁRBITRO: Pablo dos Santos Alves (PB)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, a ser disputada no Arruda, em Recife, Pernambuco

Motivação de sobra contra um velho conhecido. É assim que o Santa Cruz fará sua estreia no Campeonato Brasileiro 2016, às 11h deste domingo (11), com o Vitória em pleno Arruda. Motivado pelos títulos da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano, conquistados no intervalo de uma semana, o time coral aposta no calor da torcida para começar com pé direito diante dos leoninos, embalado por ser o atual campeão do Baiano.

Vice-campeão na última Série B do Brasileiro, o Mais Querido retorna à elite do futebol nacional após dez anos ausente, vivendo um drama por ter chegado ao fundo do poço, jogando até a Série D. Desde 2011, os torcedores viram o time ressurgir desse buraco e alcançar novas glórias, ressurgindo no cenário.

Já o Leão da Barra, que terminou na 3ª posição da mesma Segundona do ano passado, vem com plantel modificado. Após a saída de alguns nomes importantes na competição, outros de renome chegaram para suprir bem a ausência e levar a equipe à conquista do Estadual, além de bom momento na Copa do Brasil.

A arbitragem do clássico nordestino será de responsabilidade do árbitro paraibano Pablo dos Santos Alves, do quadro estadual. Ele será auxiliado pelo tocantinense Fábio Pereira, e pelo alagoano Esdras Mariano de Lima Albuquerque, aspirante à Fifa.

Santa vai com uma dúvida para reestreia na elite

Depois de garantir classificação à terceira fase da Copa do Brasil e embalado pelo bom momento no ano, o Santa Cruz tem a chance de estrear no Brasileirão em casa, buscando aumentar a invencibilidade para 15 jogos. Apesar de ter apenas um desfalque, o treinador Milton Mendes optou por fazer mistério para definir o substituto.

O atacante Lelê, reclamando de dores na coxa direita sofridas no duelo com o Sport no último domingo (8), acabou sendo vetado pelo departamento médico. Para seu lugar, o comandante coral ainda não definiu se promove a estreia do meia Fernando Gabriel, recém-apresentado e oficializado, ou se mantém Wallyson, que atuou na partida contra o Leão na final do Pernambucano.

Ainda sem poder contar com João Paulo e Leandrinho, lesionados, o técnico optou pela manutenção do jovem Wellington Cézar na cabeça de área. O lateral-esquerdo Roberto, emprestado pelo Atlético-PR, foi regularizado, mas não vai poder estrear. O volante Uillian Correia, já confirmado entre os 11 e um dos principais nomes do time desde que chegou, criticou o horário do jogo determinado pela CBF.

"Por que a CBF não colocou Santa Cruz e Flamengo, Santa e São Paulo, Santa e Santos? Colocaram logo dois nordestinos. A tabela nunca vai ajudar os nordestinos. A tabela está feita, mas agora temos de encará-los de igual para igual, que é uma equipe de qualidade (Vitória). Temos de estrear com o pé direito", afirmou Uillian.

Marinho desfalca Vitória na abertura da Série A

O título do Campeonato Baiano, sobre o arquirrival Bahia, motivou o Vitória ainda mais para a estreia na Série A. O empate sem gols com a Portuguesa, na partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil, não desanimou os leoninos, que terão desfalques importantes para o jogo com o Mais Querido.

Com um contusão no joelho, o meia-atacante Marinho foi vetado pelo departamento médico rubro-negro. O experiente atacante Dagoberto e o volante Willian Farias, por outro lado, ainda estão se recuperando de dores musculares, bem como Guilherme Mattis e Josué que estão na transição para o gramado. Com a Seleção Sub-20, o goleiro Caíque também não está relacionado.

Fernando Miguel, recuperado de uma pancada na panturrilha, volta ao gol do Leão da Barra. Já o meia Leandro Domingues, que renovou o contrato e teve o nome publicado no BID, ficando apto para atuar. O meio-campista, inclusive, enaltece a força do elenco e demonstra empolgação para o certame.

"Temos que pensar como time grande, pois temos um grupo bom e com grandes jogadores. Temos tudo para fazer um bom Brasileiro, que é difícil, para todos. Não tem nada fácil e não dá para conquistar títulos por acaso. Teremos que trabalhar firmes e fortes como todos estão trabalhando para fazer um bom Brasileiro, para também surpreender", declarou o armador.