Doriva confirma Santa Cruz misto contra Independiente Medellín pela Sul-Americana

Desgaste e preocupação com a briga pelo rebaixamento são as justificativas apontadas pelo comandante coral para poupar time

Doriva confirma Santa Cruz misto contra Independiente Medellín pela Sul-Americana
Lateral-direito Léo Moura é um dos jogadores poupados no torneio internacional (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)

Um dos jogos mais importantes da história do Santa Cruno cenário internacional vai ser um pouco ofuscada. Isso tudo porque a equipe é uma integrante da zona do rebaixamento no Brasileiro e, assim como o desgaste, a luta contra a degola fizeram Doriva apostar em um time misto na quarta-feira (21), na partida ante o Independiente Medellín, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana 2016.

Depois de eliminarem o rival Sport pela fase nacional e com um bom retrospecto em mata-mata na atual temporada, os corais vão ter três baixas nos considerados titulares. O lateral-direito Léo Moura, o mais experiente com 37 anos, teve uma série de 17 partidas consecutivas, mas ainda sem substituto definido, pois Vitor e Mário Sérgio, também da posição, estão lesionados.

O atacante Keno e o meia João Paulo, apesar de jovens, deverão ser os outros dois poupados por conta da condição física. A expectativa é de que Wallyson e Jádson, que vinham atuando, sejam definidos para as vagas, contudo o comandante só vai confirmar ou indicar ao final das atividades, que vai ser nessa terça-feira (20) na Colômbia, ressaltando a importância do confronto com o Figueirense, no próximo domingo (25).

"Já fizemos um planejamento e nós jogaremos diante do Independiente Medellín com uma equipe forte. Alguns atletas que vêm tendo desgaste contínuo, porém, terão descanso. Queremos recuperá-los para o nosso próximo jogo do Brasileiro, já que o Figueirense é o atual 17° colocado na tabela e é adversário direto na luta contra o rebaixamento", disse o treinador.

O trio de arbitragem vai ser liderado pelo boliviano Raúl Orosco, que tem os conterrâneos Juan Montaño e José Antelo de auxiliares. Essa é a primeira oportunidade dos pernambucanos para atuar fora do país desde 2003, já que foram campeões do Torneio Vinausteel, no Vietnã, tendo os destaques do certame. Antes, o Mais Querido conquistou a já extinta Fita Azul, organizada pela CBF, em 1979, realizando excursão pelo Oriente Médio e Europa, com dez vitórias e dois empates.