Santa Cruz encara Independiente Medellín em sua primeira partida oficial fora do Brasil

Tricolor quer fazer história na Colômbia pela Sul-Americana para apagar a péssima impressão causada pela situação complicada no Campeonato Brasileiro

Santa Cruz encara Independiente Medellín em sua primeira partida oficial fora do Brasil
Fotos: Divulgação/Deportivo Independiente Medellín e Antonio Melcop/Santa Cruz Futebol Clube
Independiente Medellín
Santa Cruz
Independiente Medellín: David González; Marion Piedrahita (Andrés Mosquera), Juan Saiz, Hernan Periuz, Sebastian Macias (Jorge Arias); Cabezas, Didier Moreno, Hernan Hechalar, Mauricio Molina (Christian Marrugo); Fabio Burbano e Juan Manuel Caicedo. Técnico: Leonel Álvarez.
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Derley, Neris, Danny Morais e Allan Vieira; Uillian Correia, Jadson, Mazinho (Wellington Cezar); Pisano, Arthur, Bruno Moraes (Grafite). Técnico: Doriva
ÁRBITRO: Raúl Orosco (BOL). Assistentes: Juan Montaño (BOL), José Antelo (BOL).
INCIDENCIAS: Partida válida pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana 2016, a ser disputada no Estadio Atanasio Girardot, em Medellín/COL.

Há cinco anos, quando o Santa Cruz amargava uma participação na Série D do Campeonato Brasileiro, nem o mais otimista torcedor coral esperava que esse dia chegaria. Depois de subir da Série D até a Série A em quatro anos e conquistar seu primeiro título oficial fora de Pernambuco, a Copa do Nordeste 2016, agora o desafio é a Copa Sul-Americana 2016. Após a eliminação do rival Sport, o desafiante da vez é o Independiente Medellín, que enfrenta o Tricolor nesta quarta-feira (21) às 21h45 – horário de Brasília – no estádio Atanasio Girardot em Medellín.

No time colombiano, a expectativa é de fazer um bom resultado em seus domínios e garantir a classificação já no jogo de ida, apesar da provável ausência do seu principal jogador, o meia Christian Marrugo. Além disso, o técnico Leonel Álvarez também possui várias dúvidas no setor defensivo, o qual só será divulgado momentos antes da partida.

Por outro lado, o Santa Cruz deverá atuar em Medellín sem alguns dos seus principais jogadores, o que acabou desagradando a grande maioria da torcida. O lateral-direito Léo Moura, o meia João Paulo e o atacante Keno não foram relacionados para a partida e retornaram para a capital pernambucana, onde realizam um trabalho de recuperação para os próximos embates contra o Figueirense pelo Brasileirão e contra o DIM pelo jogo de volta da competição internacional.

Cautela apesar do excelente momento

O Independiente Medellín atravessa uma fase excepcional no futebol colombiano. Após ter sido campeão do Torneo Apertura do Campeonato Colombiano, o DIM atualmente ocupa a vice-liderança do Torneo Clausura, com um ponto a menos que o líder Envigado. Jogando em casa o retrospecto é ainda melhor: não perde desde o dia 12 de julho, e espera manter a invencibilidade contra a equipe brasileira.

O técnico Leonel Álvarez não sabe se poderá contar com o meia Christian Marrugo, que sofreu uma lesão na planta do pé e será reavaliado momentos antes da partida, podendo ser substituído por Mauricio Molina. O centro-avante Juan Fernando Caicedo também é dúvida devido ao falecimento de sua mãe na tarde desta terça-feira (20).

Já na defesa, setor que receberá atenção especial, a dúvida será devido ao excesso de opções. Na lateral direita, Andrés Mosquera pode ocupar a vaga que vinha sendo de Marion Piedrahita, enquanto na zaga Hernan Periuz se recuperou de lesão e pode ganhar um lugar no time titular ao lado de Juan Saiz, deslocando Jorge Arias para a lateral esquerda no lugar de Sebastian Macias.

O pensamento em Medellín é de primeiramente não levar nenhum gol em seus domínios, e para isso uma das principais armas é o goleiro David González, que pretende ajudar na manutenção da boa fase do time. “Estamos tendo um ano bastante positivo com bons resultados, um título e a volta às competições internacionais. Queremos ser protagonistas nesta Sul-Americana. Queremos ganhar tudo com este elenco, e fazer nossa torcida feliz por estarmos todo semestre lutando por algum título”, afirmou o arqueiro.

Jogadores poupados e mistério

Apesar das reclamações da torcida, o técnico Doriva não relacionou três importantes atletas do elenco coral. Léo Moura, João Paulo e Keno não viajaram com a delegação para Medellín e o comandante santacruzense não divulgou os substitutos das três peças. Doriva também pretendia poupar o zagueiro Néris, mas por ainda estar recuperando o ritmo de jogo após voltar de lesão, o defensor foi confirmado para a partida.

Para o lugar de Léo Moura na lateral direita, o provável substituto será o volante Derley, que já desempenhou a função em alguns jogos quando atuava no Náutico. No meio campo, a vaga poderá ficar com o recém-chegado Mazinho, mas existe a possibilidade de adiantar Jadson e colocar Wellington Cezar mais recuado. E para o ataque, Arthur é o substituto imediato e está praticamente confirmado apesar da possibilidade de Grafite e Bruno Moraes atuarem juntos.

Segundo Doriva, a decisão de poupar os atletas se deve ao desgaste físico da maratona de jogos. “A decisão de deixar os três fora do jogo foi feita juntamente com nosso departamento científico. Optamos por deixá-los de fora agora devido ao desgaste e porque temos um jogo importante domingo e, logo depois, o jogo da volta contra o Independiente. Esta sim, uma partida derradeira para encaminharmos a nossa classificação. Este jogo aqui, na Colômbia, basta a gente igualar fisicamente”, comentou.