Néris volta a ficar como opção contra Coritiba e reforça Santa Cruz

Zagueiro coral foi liberado para treinar após se recuperar de uma caxumba e pode ser titular diante do Coxa

Néris volta a ficar como opção contra Coritiba e reforça Santa Cruz
Ainda assim, técnico Adriano Teixeira não esboça equipe em movimentação realizada no Arruda (Foto: Pablo Kennedy/Santa Cruz)

Apesar da vitória ante o América-MG em duelo de desesperados no Arruda, no último domingo (6), o Santa Cruz vê o rebaixamento ser praticamente definido. Mesmo assim, os jogadores tentam passar um panorama mais positivo nas quatro últimas rodadas do Campeonato Brasileiro 2016.

Para o confronto contra o Coritiba, só na próxima quarta-feira (16), o Mais Querido terá um reforço importante no sistema defensivo, que é o mais vazado da competição. O zagueiro Néris, um dos pilares, volta a ficar disponível para o técnico Adriano Teixeira após ser acometido de uma caxumba.

Desde a quarta-feira (9), o defensor vem realizando atividades com o preparador Guilherme Ferreira em separado do grupo, aguardando a liberação para retornar aos treinos com bola, com previsão para esse sábado (12). Outro que está disponível para o treinador é Luan Peres, pois cumpriu suspensão diante do Coelho, mas ficando como reserva.

Apesar do treino longo, time titular não foi esboçado (Foto: Divulgação/Santa Cruz)
Apesar do treino longo, time titular não foi esboçado (Foto: Divulgação/Santa Cruz)

Na tarde desta sexta-feira (11), o elenco tricolor fez dois treinamentos distintos e seguiu preparação para enfrentar o alviverde paranaense. Na primeira parte, o plantel se dividiu em três e realizou um trabalho por muito tempo focando no toque de bola, afim de valorizar a posse. Em sequência, houve nova divisão, porém em dois e visando somente as finalizações a gol, além de jogadas ensaiadas, sem que o time fosse esboçado.

O volante Derley, que tem espaço já garantido entre os 11, enaltece a experiência de atletas como Léo Moura e Grafite, por se dedicarem e serem referência ao restante. Segundo o cabeça de área, a motivação na reta final deve-se aos ensinamentos dados pela dupla, não apenas a ele, sim ao conjunto.

"Continuamos motivados e estamos jogando pela honra e pela camisa. Vemos jogadores como Léo Moura e Grafite, por exemplo, que são dois vencedores, campeões e que estão totalmente dedicados conosco, ainda que estejamos nesse momento difícil. Eles servem como uma referência para todo o grupo", declara o marcador.