Santos recebe Coritiba em possível despedida de Lucas Lima

Meia, que irá defender a Seleção na Copa América, pode se transferir para clube do exterior após a competição; equipe da baixada quer seguir mostrando seus bons números em casa, enquanto Coxa necessita melhorar fora de seus domínios

Santos recebe Coritiba em possível despedida de Lucas Lima
Foto: Getty Images
Santos
Coritiba
Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno e Lucas Lima; Gabriel e Joel. Técnico: Dorival Júnior
Coritiba: Wilson; Dodô, Luccas Claro, Juninho e Carlinhos; João Paulo, Alan Santos, Ruy, Cesar González e Vinícius (Negueba); Kleber Gladiador. Técnico: Gilson Kleina
ÁRBITRO: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
INCIDENCIAS: Partida pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016 na Vila Belmiro

Neste domingo (22) a Vila Belmiro será o local do encontro entre Santos e Coritiba pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro 2016. A partida irá colocar frente a frente um dos times de melhor retrospecto em casa nas últimas temporadas do futebol nacional, contra um time que tem demonstrado alguns problemas para ter sequências de bons resultados e de triunfar longe de casa. Essa partida também poderá ser a última de Lucas Lima com a camisa santista, que irá para a seleção brasileira e no seu retorno talvez se transfira para outro clube.

O time paulista foi derrotado na primeira rodada contra o Atlético-MG e busca a reabilitação diante do adversário, já o conjunto paranaense venceu o Cruzeiro, mas foi eliminado pelo Juventude, com empate em 2 a 2 em casa na partida de volta da segunda fase da Copa do Brasil

Santos não terá seu artilheiro, mas conta com Lucas Lima 

O Peixe não terá para essa partida, o atacante Ricardo Oliveira, um dos destaques da equipe, inclusive foi cortado da disputa da Copa América com a seleção brasileira, o substituto do centroavante será Joel. Porém a boa notícia veio de Lucas Lima que se recuperou de um problema no tornozelo direito e poderá ajudar a equipe antes de ir para o conjunto nacional. A equipe não poderá contar também com o zagueiro Paulo Ricardo e o meia Léo Cittadini.

O treinador Dorival Júnior falou sobre o mês sem os convocados para a seleção e como a equipe e a torcida terão de lidar com isso. "Vamos passar por um período complicado. O torcedor vai precisar ter paciência. São jogadores importantes deixando a equipe para irem à seleção brasileira. As coisas têm que ser bem colocadas ao torcedor. O torcedor vai ter papel importante. Não se remonta um grupo do dia para a noite. Perderemos jogadores por cartões, também. Teremos de ter cuidado", disse o treinador nessa sexta-feira, no CT Rei Pelé.

Sobre a condição física e técnica do novo contratado Emiliano Vecchio que veio do Catar, o técnico tratou com cautela. "Ele tem atuado, mas sabemos muito bem que jogador que chega do Oriente é muito complicado. As condições são muito complicadas. Dificilmente o jogador chega com o nível de treinamento de outro atleta daqui. Lá se trabalha bem menos, até pelas condições climáticas", explicou

Coritiba quer se recuperar da eliminação na Copa do Brasil

Após ser eliminado na competição de mata-mata ante o Juventude no meio de semana, o Coxa joga de modo a tentar reverter o momento negativo e seguir com um bom resultado afim de não ficar na gangorra do torneio. Como desfalques certos a equipe não poderá contar para a peleja com Amaral, Ceará, Dudu, Juan, Cáceres e Evandro

Após a eliminação, o técnico Gilson Kleina falou sobre as dificuldades da partida, mas pediu superação já no jogo contra o Santos. "A gente fica sentido, estamos tristes, mas agora é trabalhar para a gente reagir no Campeonato Brasileiro no domingo. O nosso torcedor está triste, mas estamos iguais a eles, muito sentidos. A eliminação precoce é ruim, você perde muitas coisas, prestígio, dinheiro", pontuou.

Somando a perda do Campeonato Paranaense para o rival Atlético-PR, com um agregado de 5 a 0 contra, o treinador pediu paciência para a sequência do trabalho, mas ressaltou a necessidade de reforços.

"A gente sabe que nós precisamos agregar valores técnicos. Precisamos qualificar ainda mais esse grupo. Nós também estamos no mercado, estamos conversando e analisando. O Coritiba hoje tem uma direção, não com os pés no chão, porque ele passou por uma situação de ficar só pagando dívidas, e agora ele está fazendo uma administração financeira inteligente, mantendo esse grupo e agregando. Isso carece tempo, o dinamismo é importante e o mercado sabemos como é. No Campeonato Brasileiro você tem que diminuir os erros e qualificar teu elenco para poder pontuar", disse.