Rio Preto vence Santos e conquista seu primeiro título do Campeonato Paulista feminino

Jogando em casa, a equipe rio-pretense marcou com Suzana ainda no primeiro tempo

Rio Preto vence Santos e conquista seu primeiro título do Campeonato Paulista feminino
(Foto: Rodrigo Corsi/FPF)
Rio Preto
1 0
Santos
Rio Preto: Lelê; Mari, Ana, Siméia e Letícia; Jéssica (levou amarelo), Suzana e Letícia Amador; Mih, Mônica (Gabriela) e Ka (Daiane)
Santos: Patrícia; Giovana, Auinã (Natane), Carol Arruda e Danielli; Erikinha, Maria (Karen), Kelly e Suzane (Kati); Ketlen e Sole
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELO SEGUNDO JOGO DA FINAL DO CAMPEONATO PAULISTA DE FUTEBOL FEMININO, DISPUTADO NO ANÍSIO HADDAD, EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

A grande decisão do Campeonato Paulista de Futebol Feminino 2016: Rio Preto e Santos foram a campo no Anísio Haddad com pretensões diferentes. O primeiro precisava apenas do empate, já o segundo, da vitória a qualquer custo. Sem se acanhar, a equipe rio-pretense venceu as Sereias da Vila, na manhã deste domingo (28), pelo placar de 1 a 0 e consquistou, pela primeira vez, o título do torneio.

A partida começou com o poder do time santista, mas o Rio Preto logo consgeuiu igualar. Com propostas diferentes e jogo lá e cá, melhor para a equipe da casa, que, ainda no primeiro tempo, conseguiu fazer o placar a seu favor com Suzana, de cabeça. Precisando correr atrás do resultado, já que o empate também daria o título as rio-pretenses, as Sereias da Vila participaram para o ataque, mas esbarraram na forte marcação adversária.

Precisando da vitória, Santos vai para cima, mas Rio Preto abre o placar

O jogo se iniciou no Anísio Haddad, em São José do Rio Preto, com o Santos no ataque. Logo no primeiro minuto, as Sereias da Vila mostraram que iriam dar o máximo para sair com o título de campeão paulista. Porém, as duas chances de gol acabaram sendo desperdiçadas.

Com menos de dez minutos de partida ficou claro como seria até o apito final. O Santos trocava passes para chegar ao primeiro gol, já o Rio Preto buscava sair no contra-ataque. Foi assim uma das chances mais claras desperdiçada. A atacante Mônica teve duas oportunidades frente a goleira Patrícia, mas acabou não convertendo.

Com chances lá e cá, quem saiu na frente foi a equipe rio-pretense. Aos 20 minutos, após cobrança de escanteio, Suzana subiu mais alto e cabeceou com perfeição para o fundo da rede: 1 a 0. Com a vantagem no marcador e também do empate, devido a melhor campanha, o time da casa se fechou.

Do outro lado, o Santos, que precisava de dois gols, teve que arriscar, mas esbarrava na forte marcação adversária. Sem mais grandes chances, Santos e Rio Preto foram para o vestiário.

Rio Preto consegue segurar pressão santista e conquista o primeiro título paulista de sua história

A etapa complementar começou sem grandes oportunidades. Aas equipes se estudavam, buscavam espaços, mas não conseguiam criar grandes chances. A primeira veio aos 13 minutos. Após chute de fora da área, a goleira Lelê defendeu e, no rebote, Maria acabou chutanco em cima da jogadora rio-pretense.

Depois disso, o Santos conseguiu chegar mais ao gol do Rio Preto. Já a equipe adversária apenas se defendia. Quando a partida já caminhava para o apito final, o Rio Preto chegou com perigo. Após a cobrança de falta de Elis, a bola explodiu no travessão.

Mesmo com o jogo já resolvido, já que o Santos ainda precisava de dois gols, o árbitro acrescentou mais sete minutos. Apesar de mais tentaivas, as Sereias da Vila não tiveram êxito e acabaram perdendo pelo placar de 1 a 0. Dessa forma, o Rio Preto, atual vice-campeão brasleiro, conquistou, pela primeira vez, o título paulista.