Bauza critica desempenho da equipe: "Jogamos a pior partida do campeonato"

Treinador comentou sobre a derrota para o Grêmio e afirma que apenas "falou de futebol" com os dirigentes da AFA

Bauza critica desempenho da equipe: "Jogamos a pior partida do campeonato"
Foto: Rubens Chiri / SPFC Divulgação

A partida da tarde deste domingo (24) não agradou nem um pouco o técnico Edgardo Bauza. Jogando fora de casa, o São Paulo jogou mal, não criou chances e foi derrotada por 1 a 0 pelo Grêmio, com gol marcado pelo meia Douglas. A pouca posse de bola de sua equipe, além da dificuldade para chegar ao gol adversário, irritaram o treinador.

"Jogamos a pior partida do campeonato. E quando joga mal, perde. Grêmio jogou melhor, nos defendemos muito bem até o gol. Fizemos muito pouco ofensivamente, a equipe teve dificuldade para ficar com a bola. Os jogadores por baixo não conseguiram. Jogaram mal e quando se joga mal, difícil ganhar", relatou Patón.

Apesar da equipe ter jogado muito a baixo do esperado, principalmente do meio para frente, Bauza elogiou o setor defensivo do time. "Defensivamente o goleiro pegou duas bolas difíceis. Os defensores também foram bem. O Grêmio não teve muita facilidade. Não tivemos a claridade nem o desequilíbrio individual que costumamos ter, tanto Cueva, quanto Centurión, Michel Bastos. Não conseguimos incomodar o Grêmio".

Além de explicações sobre a derrota, Patón também foi perguntado sobre a Seleção Argentina, e mostrou irritação ao responder. "A última vez que respondo uma pergunta sobre isso. Os dirigentes da AFA queriam falar comigo. Falamos de futebol e nada mais. E eles decidirão o treinador. Foi a título de conhecimento. Nada mais".

O treinador argentino também falou sobre o fato de os rivais estarem melhores na tabela. "Nós fizemos a partida de número 44 e quase a metade das partidas do Brasileirão jogamos com equipe alternativa, quase reserva. Isso trouxe problemas. Por isso estamos tratando que chegue dois ou três jogadores para poder jerarquizar ao máximo o plantel que temos, para disputar, não só contra Corinthians, Palmeiras, mas contra todos. São Paulo tem a obrigação de ganhar todos".

Ainda aguardando a definição do caso de Buffarini, nas mãos da Fifa, e esperando contar com o atacante Andres Chávez a partir de terça-feira, Edgardo Bauza tem uma semana para trabalhar com sua equipe até o próximo confronto pelo Brasileirão. O Tricolor volta a campo no domingo (31), quando recebe a Chapecoense, no Morumbi, às 11h.