Chávez veste a 9 e espera repetir Calleri no São Paulo: "Tomara que eu tenha a mesma passagem"

Se apoiando na passagem do ex-companheiro pelo clube, atacante espera corresponder as necessidades da equipe e se disse honrado em vestir a camisa tricolor

Chávez veste a 9 e espera repetir Calleri no São Paulo: "Tomara que eu tenha a mesma passagem"
O jogador tem empréstimo de um ano com o clube paulista (Foto: Érico Leonan/São Paulo FC)

Já integrado ao elenco do São Paulo, o atacante Andrés Chávez foi apresentado oficialmente nesta quarta-feira (27), no CT da Barra Funda. Emprestado pelo Boca Juniors-ARG, o argentino e agora camisa 9 tricolor terá contrato por um ano com a equipe. Junto ao diretor executivo de futebol Gustavo de Oliveira, o jogador concedeu entrevista à imprensa, vestiu a camisa e disse que espera fazer história no clube.

“Primeiramente, estou muito contente de chegar a este clube, conhecido pela sua torcida e suas vitórias. A princípio, no Banfield joguei como ponta esquerda e também como 9. Depois tive a oportunidade de chegar ao Boca, algo muito lindo para mim. Também tive a oportunidade de jogar nas duas posições. Joguei mais como ponta esquerda, mas não tenho problemas em jogar de 9”, declarou Andrés, que brigará com Gilberto pela titularidade do comando do ataque são-paulino. 

Aos 25 anos, o 'Comandante', apelido que recebeu nos tempos de Boca Juniors, se disse muito feliz pela oportunidade de vestir a camisa do São Paulo, e disse que a quantidade de estrangeiros no elenco tricolor facilitará sua adaptação -- atualmente, o clube conta com o também argentino Centurión, o peruano Cueva, o chileno Mena, o uruguaio Lugano e apresentará outro argentino, o lateral Buffarini. “Estou muito contente. Minha chegada foi bastante rápida, de um dia para o outro. Já tinha vindo de férias. O pouco que conheço da cidade é que é muito grande, mas estou me adaptando. Os companheiros me receberam muito bem. Ter companheiros que sejam do Chile, Peru, Argentina, Uruguai ajuda bastante também, mas todos os companheiros me receberam muito bem”- completou. 

Quanto às características dentro de campo, o novo camisa 9 destacou sua finalização. “É uma das minhas características. Quando tenho a oportunidade, tento tirar proveito disso. Minha característica é muita potência, seguir à frente, com muito sacrifício. Estou pronto para jogar, porque estava treinando e só parei três dias até começar aqui. Comentei que estou bem e já estou treinando com gana. Quem vai decidir se vou jogar é o técnico", analisou o atacante, que já deve ser relacionado pelo técnico Edgardo Bauza para o confronto diante da Chapecoense.

Marcados pela vontade imposta dentro de campo, jogadores argentinos tem sido escolha de muitos técnicos pelo futebol brasileiro, e, nada diferente do esperado, Andrés Chávez chegou ao São Paulo em grande estilo. Em seu primeiro treino como jogador do clube, marcou um verdadeiro golaço, de bicicleta, que rendeu aplausos. “Fiz um lindo gol no primeiro treinamento. Me dá confiança para treinar sempre o máximo. Sei que Calleri passou muito bem por aqui, ele falou que era um clube muito lindo, muito grande, com uma linda torcida. Não sei se posso comparar, somos distintos na forma de jogar. Tomara que eu tenha a mesma passagem que ele teve”, finalizou o camisa 9, que, fez dupla com o atacante Calleri no Boca Juniors.