Recheado de 'gringos', São Paulo recebe embalado Atlético-MG na despedida de Bauza

Bauza acertou com a Seleção Argentina e fará seu último jogo comandando Tricolor

Recheado de 'gringos', São Paulo recebe embalado Atlético-MG na despedida de Bauza
Foto: Rubens Chiri / SPFC Divulgação
São Paulo
Atlético-MG
São Paulo: Dênis; Buffarini, Lugano, Maicon, Mena; Hudson, Thiago Mendes, Kelvin, Wesley, Michel Bastos; Chàvez. Técnico: Edgardo Bauza.
Atlético-MG: Victor; Carlos César, Leonardo Silva, Erazo, Fábio Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso, Lucas Cândido (Lucas Pratto); Maicosuel, Robinho, Fred.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, a ser disputada no Morumbi, em São Paulo.

Após dois jogos muito nervosos nas quartas de final da Copa Libertadores deste ano, São Paulo e Atlético-MG voltam a medir forças, desta vez pelo Campeonato Brasileiro. A partida válida pela 18ª rodada da competição, que será disputada nesta noite (4), às 19h30, no Morumbi, será a última do técnico Edgardo Bauza no comando do Tricolor. Na última segunda-feira (01), o treinador acertou com a Seleção Argentina.

Antes de partir, entretanto, Patón tem a missão de ajudar o São Paulo a se recuperar no Brasileirão. Com 23 pontos ganhos, oito de diferença para o G-4 e apenas cinco da zona de rebaixamento, o time é o 10º colocado no campeonato e não vence há três rodadas. Na última partida, jogando em casa, a equipe levou dois gols em menos de 15 minutos, mas conseguiu reagir e empatar em 2 a 2 o duelo contra a Chapecoense.

Já o Galo, diferentemente do adversário de logo mais, vem de uma ótima sequência de resultados e não para de subir na tabela. A equipe comandada por Marcelo Oliveira é a 6ª colocada no Brasileirão, com 29 pontos, apenas dois de diferença para o G-4 e quatro para o líder Corinthians. Em seu último jogo, no Independência, o time não teve dificuldades e bateu o Santa Cruz por 3 a 0.

No Campeonato Brasileiro, o histórico do confronto entre os dois times é favorável ao São Paulo. Em 56 jogos pela competição nacional, o Tricolor venceu 21 vezes, contra 18 do Galo, além de outros 17 empates. A última vez em que as equipes se encontraram foi na Libertadores deste ano. No Morumbi, vitória são-paulina por 1 a 0, gol de Michel Bastos. Já no Independência, o Atlético-MG abriu 2 a 0, com Cazares e Carlos, mas Maicon descontou e classificou os paulistas para as semifinais.

Reforços de última hora serão titulares pela primeira vez

Após a eliminação na Copa Libertadores, Bauza deu inúmeras entrevistas pedindo reforços, que, em cima da hora, foram atendidos pela diretoria. No último dia da janela de transferências internacionais, o São Paulo acertou como atacante Andres Chávez, do Boca Juniors-ARG, que vem por empréstimo de um ano, e, nos últimos minutos, trouxe o tão pretendido lateral Buffarini, campeão com Patón no San Lorenzo-ARG. Agora, antes de assumir a seleção, Bauza poderá contar com seus reforços no time titular ao menos uma vez.

Após esperar por uma decisão da Fifa, Buffarini finalmente está livre para estrear e jogará na vaga de Bruno, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Já o atacante Chávez, que entrou no segundo tempo do empate contra a Chapecoense, será titular pela primeira vez no novo clube, na vaga de Centurión, que foi liberado para acertar sua ida por empréstimo de um ano ao Boca Juniors. Mena, no lugar de Carlinhos, e Wesley, no de Cueva, suspenso, serão as outras mudanças em relação à equipe que entrou em campo no último domingo.

Em entrevista, Patón afirmou ter conseguido recuperar o espírito do time. "Já os agradeci pelo tratamento que me deram em outras oportunidades, mas faço questão de reforçar isto. Acho que conseguimos que o torcedor encontrasse uma equipe com a qual se identificasse. E isso não é pouca coisa. Agradeço todo o apoio que recebi e insisto que sigam apoiando os atletas. É difícil para mim começar a fazer os agradecimentos. A primeira pessoa que me encontrei foi Gustavo, em Quito. Falamos da equipe, do São Paulo e logo chegamos a um acordo para começar a trabalhar”, disse o treinador.

Marcelo Oliveira faz mistério e não revela equipe titular

Enquanto Edgardo Bauza já definiu o time titular que entra em campo logo mais, Marcelo Oliveira prefere fazer mistério e deve revelar os 11 iniciais apenas horas antes do confronto. A principal dúvida é se a equipe será mais defensiva, com Rafael Carioca, Júnior Urso e Lucas Cândido formando um trio de volantes, ou se Lucas Pratto entra para fazer um trio ofensivo com Robinho e Fred.

As certezas são que Leandro Donizete, suspenso e poupado do último treinamento para tratar de dores no tornozelo, não joga, assim como Cazares e Marcos Rocha. O meia, que teve uma boa sequência de jogos no início do campeonato, deve voltar apenas no ano que vem, enquanto o lateral-direito já voltou a correr em volta do campo, como parte do processo de recuperação após luxação no cotovelo direito.

Júnior Urso, que entrará na vaga de Donizete, falou sobre a rivalidade que existe contra o Tricolor. "Vamos jogar contra o São Paulo e com a mesma vontade de vencer. Antes de eu chegar, o pessoal dizia que tinha um gosto diferente essa partidas contra o São Paulo. Não mudou nada. Vamos entrar da mesma maneira, atrás da vitória. Desta vez será em campeonato de pontos corridos", afirmou o volante.