Ricardo Gomes exalta recuperação do São Paulo nos últimos dois jogos em casa

Treinador também elogiou a postura dos atletas dentro de campo, e demonstrou otimismo para os duelos contra Juventude e Atlético-PR

Ricardo Gomes exalta recuperação do São Paulo nos últimos dois jogos em casa
(Foto: Miguel Schincariol/São Paulo FC)

A crise que rondou o Morumbi há algumas semanas atrás parece estar indo embora aos poucos. Após voltar a vencer em casa no último final de semana diante do Figueirense, nesta quinta-feira (15) foi a vez do Tricolor despachar o Cruzeiro pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Autor de apenas um gol com o manto são-paulino até então, o contestado meio-campista Wesley foi o nome da partida ao marcar o tento da vitória, que deixou o São Paulo há seis pontos da temida zona de rebaixamento.

A postura do meio-campista após o episódio da invasão de torcedores ao CT da Barra Funda simboliza a resuperação são-paulina nas duas últimas partidas. Como citou Ricardo Gomes em coletiva cedida momentos depois da segunda vitória consecutiva no Brasileirão.

"Recuperado, não, recuperando. Foi a segunda vitória seguida e queremos continuar com essa recuperação. Estamos só começando. Gostei muito do espírito dos jogadores. Disse anteriormente que tinha percebido isso na derrota para o Palmeiras, e se confirmou contra Figueirense e Cruzeiro. O trabalho no dia a dia foi fundamental nisso. Quando você tem troca de treinador, junto com a ressaca da Libertadores, mais a derrota para o Juventude... Com tudo isso a confiança cai. Voltamos a ter confiança e organização de jogo. Sem confiança, nada do que você faz funciona. Com confiança, fica mais fácil entender o pedido do treinador, o posicionamento... Tudo muda. Recuperamos a confiança e ainda vamos evoluir, ver o que podemos melhorar também na parte tática”, declarou o comandante.

A vitória deixou o Tricolor há seis pontos do temido Z-4. Agora, a equipe terá três partidas complicadas pela frente, principalmente quando levamos em conta que todas serão fora de casa: primeiro contra o Atlético-PR na Arena de Baixada; em seguida contra o Juventude pela Copa do Brasil, tendo que vencer por dois gols de diferença para avançar; e por fim, contra o Vitória no Barradão.

“Estamos preparados. Jogar contra o Atlético-PR lá não é fácil. Recuperar esse resultado contra o Juventude, pela Copa do Brasil, e buscar a classificação para a próxima fase. Depois, o Vitória fora. Os jogadores estão voltando à forma, o que eu não tinha no começo, e estou muito confiante de que conseguiremos bons resultados”, concluiu.