Dunga não confirma substituto de Casemiro para duelo contra o Peru

O treinador falou sobre o duelo contra a seleção peruana, mas ainda não revelou o time titular

Dunga não confirma substituto de Casemiro para duelo contra o Peru
Dunga ao lado de Filipe Luís durante coletiva (Foto: Lucas Figueiredo/MoWA Press)

Na noite deste sábado (11), o técnico Dunga concedeu entrevista coletiva direto do palco do duelo contra o Peru, neste domingo (12), às 21h30 (de Brasília). A partida acontecerá no Gillette Stadium, casa do New England Patriots na NFL e será decisiva para a classificação final do Grupo B da Copa América Centenário.

O mistério continua. Após repetir a escalação nas duas primeiras rodadas da competição, o treinador terá, ao menos, duas mudanças para este confronto. Casemiro, suspenso por receber dois cartões amarelos, pode dar lugar a Walace, do Grêmio. Miranda teve sua volta confirmada e a outra vaga na zaga está em aberto. Marquinhos ou Gil?

"Na minha cabeça já está a decisão, agora vou colocar no campo para ver se meus olhos vão enxergar aquilo que minha cabeça estava pensando". O treinador ainda elogiou Walace e falou sobre sua entrada na goleada ante o Haiti: "Ele teve personalidade, entrou com naturalidade, jogou como um jogador experiente e está à disposição".

"A forma do treinador impor seu time depende muito da característica de seus jogadores. Tento equilíbrio entre velocidade e posse de bola. Não dá para jogar 90 minutos com linha alta, por exemplo, é preciso ter equilíbrio. Estamos trabalhando agora com característica de posse de bola, mas com jogadores de velocidade. Em outra época os jogadores eram totalmente verticais, não havia um no meio que desse esse ritmo", comentou Dunga.

Além do treinador, o lateral Filipe Luís também estava na sala e recebeu elogios do comandante. "É um jogador muito consciente, de grande humildade. Ele fala que trabalha para os jogadores que atuam na frente, mas tem participação ofensiva sim. Tem qualidade, é muito sólido e dá tranquilidade a quem joga à sua frente. O principal é ser humilde e saber de sua responsabilidade, do que tem de fazer dentro de campo".

Outro jogador citado foi Daniel Alves, que sai do Barcelona após 8 anos no clube catalão. O próximo destino será a Juventus. "O futebol italiano é muito tático, mas também é bonito. Com a mentalidade do Daniel Alves, ele certamente fará muito bem à Juventus. É um jogador habituado a vencer e a Juventus fará um time forte para vencer a Liga dos Campeões porque comanda o Italiano há muito tempo".

A Seleção enfrenta alguns problemas com a organização da Copa América. No primeiro treino em Boston, por exemplo, a equipe não tinha um vestiário a disposição. "Nós mandamos uma equipe da CBF antes da competição controlar tudo que for possível da organização. Quando controlamos estava certo. Chegamos, tivemos a surpresa. Mas não adianta ficar se lamentando, achar desculpa, temos que tentar achar a solução. Mais do que isso não posso falar porque está no regulamento".