Com indefinições, Seleção Olímpica estreia contra África do Sul no Mané Garrincha

Brasil faz seu primeiro jogo dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em Brasília e inicia busca pela inédita medalha de ouro

Com indefinições, Seleção Olímpica estreia contra África do Sul no Mané Garrincha
Seleção venceu o Japão por 3 a 0 no único amistoso antes dos Jogos (Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)
Brasil
África do Sul
Brasil: Weverton; Zeca, Rodrigo Caio, Marquinhos e Douglas Santos; Thiago Maia, Renato Augusto e Felipe Anderson; Gabriel, Gabriel Jesus e Neymar. Técnico: Rogério Micale
África do Sul: February; Myala, Mathoho, Mngonyama e Coetzee; Masuku, Sandows, Ntshangase e Mekoa; Dolly e Morris. Técnico: Owen da Gama
ÁRBITRO: Antonio Mateu Lahoz (ESP)
INCIDENCIAS: Partida válida pela primeira rodada da fase de grupos dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016, a ser realizada no Mané Garrincha

Nesta quinta-feira (4), a Seleção Brasileira de futebol masculino inicia mais uma caminhada para a conquista da inédita medalha de ouro. A estreia do Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro será contra a África do Sul, às 16h, no Mané Garrincha, em Brasília. As duas equipes estão no Grupo A, ao lado de Iraque e Dinamarca.

O espanhol Antonio Mateu Lahoz será o árbitro principal da partida. Seus compatriotas Cebrian Devis e Roberto Díaz Pérez serão os assistentes.

Brasil busca afastar o fantasma da Copa do Mundo e fortalecer grupo de Micale

O técnico Rogério Micale pode até não ser quem comandará a Seleção Brasileira após a Olímpiada, mas seu trabalho afetará diretamente no cenário que Tite encontrará quando começar a treinar definitivamente o grupo. Com o fantasma do vexame da Copa do Mundo sempre presente, os representantes brasileiros na Olimpíada terão trabalho para convencer a torcida.

Poucas são as certezas dentro de campo. No período de trabalho, o treinador consolidou apenas o setor ofensivo, composto por Neymar, Gabigol e Gabriel Jesus. Felipe Anderson e Renato Augusto devem comandar o meio de campo, e Weverton, que chegou há poucos dias na concentração substituindo Fernando Prass, será o titular no gol.

"Pronto só se for no sentido de aproveitar tudo que tivemos de tempo e treinamentos para poder tentar implantar um modelo de jogo. Mesmo aquela equipe que joga há muito tempo junta nunca está pronta. O futebol é muito dinâmico, existe sempre um adversário querendo contrapor sua forma de jogar, temos de estar habilitados para responder essa imposição", disse Rogério Micale.

África do Sul quer surpreender os donos da casa na estreia

O técnico da África do Sul, Owen da Gama, indicou que sua equipe não deve adotar nenhum esquema defensivo especial para a partida diante do Brasil. Segundo ele, a chave da partida para os visitantes será defender com inteligência e coletivamente, visando parar o trio ofensivo formado por Gabriel Jesus, Gabigol e Neymar.

Com isso em mente, o time titular na partida deve ser formado por: February; Myala, Mathoho, Mngonyama e Coetzee; Masuku, Sandows, Ntshangase e Mekoa; Dolly e Morris.

"Nós não tememos o Brasil, mas nós o respeitamos muito. Temos que pensar no nosso jogo também. Não devemos fazer nada de marcação individual, vamos marcar unidos, como um time. Minha admiração pelo Brasil vem de muito tempo, de quando eu era jogador ou mesmo criança. O Brasil sempre teve grandes jogadores, desde o tempo de Pelé, e hoje não é diferente. O Brasil é a mãe do futebol", disse Owen da Gama.