Oswaldo de Oliveira valoriza vitória do Sport diante do Cruzeiro: "Foi a nossa vez"

Treinador lembrou da derrota para a Ponte Preta, onde o Leão jogou melhor que o adversário, mas não levou os três pontos

Oswaldo de Oliveira valoriza vitória do Sport diante do Cruzeiro: "Foi a nossa vez"
(Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Depois de vencer neste domingo (24) o Cruzeiro, em pleno Mineirão, o Sport conseguiu, além segunda vitória seguida no Brasileirão, vencer jogando bem. O time perdeu jogos em que atuou melhor que os adversários, mas não obteve os três pontos. Hoje foi diferente. O Sport venceu, convenceu e saiu da zona de rebaixamento da competição. O Leão ocupa agora a 14ª posição, com 18 pontos. 

O desempenho da equipe pernambucana agradou o técnico Oswaldo de Oliveira. Principalmente pelo fato de que o Leão da Ilha conseguiu suportar a pressão inicial do adversário e não levou um gol logo no início.

"No jogo contra a Ponte Preta, nós tivemos 56% da posse de bola, chegamos mais, criamos mais oportunidades e perdemos o jogo. Porque o adversário foi mais eficiente. Neste domingo, foi a nossa vez. Realmente, a perspectiva é muito positiva com a vitória de hoje e a vitória passada. Isso nos motiva bastante para seguirmos forte na competição", disse Oswaldo, falando da "sorte" de não ter tomado o gol logo.

"Nessa fase do jogo, foi sorte. Porque nosso time estava muito mal, irreconhecível, permitindo a movimentação do Cruzeiro. No terço final, nós até conseguimos neutralizar o adversário, mas não a preparação de jogadas deles. Mas, à medida que o jogo foi passando, a equipe conseguiu um controle maior das ações. A partir do gol, conseguiu respirar e, com mais naturalidade, conseguiu se alternar com o Cruzeiro nas ações ofensivas", completou.

O Sport tem agora a chance de conseguir uma boa sequência mo Campeonato Brasileiro. A equipe pega o Atlético-PR e o América-MG na Ilha do Retiro e pode aumentar a vantagem na tabela em relação à zona de rebaixamento. Mais duas vitórias seguidas e o time comandado por Oswaldo de Oliveira pode evoluir, engrenar, e fazer um campeonato mais sólido.