Sport marca gol nos acréscimos e evita derrota para o América-MG

Gol de Mark González evitou o revés do Leão da Ilha frente ao Coelho, que tinha assegurada a vitória e a quebra de um jejum de nove jogos sem vencer no Brasileirão

Sport marca gol nos acréscimos e evita derrota para o América-MG
Foto: Willians Aguiar/Sport Recife
Sport
1 1
América-MG
Sport : Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace (Mark González); Rithely, Serginho (Túlio de Melo), Everton Felipe, Diego Souza e Rogério; Edmilson (Gabriel Xavier). Técnico: Oswaldo de Oliveira.
América-MG: João Ricardo; Jonas, Sueliton, Alison e Gilson; Leandro Guerreiro, Juninho, Pablo, Matheusinho (Claudinei)e Danilo (Eisner Loboa); Michael (Victor Rangel). Técnico: Enderson Moreira.
Placar: 0-1, min. 39, Danilo e 1-1, min. 90+2, Mark González.
ÁRBITRO: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC). Auxiliares: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
INCIDENCIAS: 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Partida disputada no Estádio da Ilha do Retiro, em Recife. Público: 20.987 pagantes. Renda: R$ 342.425,00.

O interminável jejum de vitórias do América-MG parece não ter fim. Na noite desta quarta-feira (3), na Ilha do Retiro, o Coelho vencia o Sport até os 48 minutos, quando sofreu o gol de empate. No final, 1 a 1, valendo pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Danilo e Mark Gonzalez.

Assim, o América completa o décimo jogo sem vencer no Brasileirão. O último triunfo americano aconteceu no dia 18 de junho, contra o Coritiba, no Independência, por 2 a 1. Neste meio tempo, o Coelho venceu o Fortaleza, por 1 a 0, pela Copa do Brasil. O resultado desta quarta manteve o alviverde na lanterna, com apenas dez pontos

Pelo lado do Sport, o empate manteve uma sequência de três jogos sem perder. As vitórias foram conquistadas frente a equipes gabaritadas como Grêmio e Atlético-PR, que disputam na partida da tabela, além do Cruzeiro, no Mineirão. O rubro-negro se mantém na 12ª posição com 22 pontos.

Na próxima rodada, encerramento do primeiro turno, o Sport visitará o Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, domingo (7), às 18h30. No mesmo dia, o América terá um difícil compromisso diante do Santos, no Independência, às 11h.

Sport desperdiça chances e América-MG arremata nos contra-ataques

O técnico Oswaldo de Oliveira manteve o mesmo time que venceu os últimos três jogos, acreditando no entrosamento dos jogadores em campo. Por sua vez, o treinador Enderson Moreira só não fez o mesmo, porque o meia Osman estava suspenso. Em seu lugar, jogou Danilo. 

O início da partida apresentou o América-MG mais solto dentro de campo. Explorando as laterais do campo, além da posse de bola no ataque. Na defesa, o Coelho apostou na marcação adiantada, trancando o avanço dos alas. Por outro lado, o Sport não foi o mesmo de outras jornadas. Sem pressionar e fazer de sua casa um ponto forte buscando a vitória, jogadores importantes como Diego Souza e Everton Felipe estavam apagados, refletindo em todo o time.

Durante o primeiro tempo, o América-MG perdeu boas oportunidades de marcar, com Pablo, em duas oportunidades. Já o Sport teve chances melhores. A primeira com Edmilson, cara a cara do João Ricardo, e Diego Souza, que não aproveitou um tiro indireto após o goleiro americano demorar na reposição de bola. 

Na reta final da partida, o América-MG marcou seu primeiro gol. Na sobra de bola, Danilo tirou a marcação de Samuel Xavier, tabelou com Matheusinho e bateu cruzado para vencer o goleiro Magrão.

Sport demonstra reação, mas só empata no último minuto

O segundo tempo que previa uma pressão incessante do Sport em busca do resultado, mostrou um rubro-negro sem entusiasmo. Ainda que tivesse maior posse de bola, o time pernambucano se perdia na marcação americana.

O técnico Oswaldo de Oliveira chegou a colocar Túlio de Melo, Gabriel e Mark González, povoando o ataque na intenção de pressionar o America. No entanto, o nervosismo do Sport era o adversário mais complicado, visto que o time rubro-negro perdeu jogadas ofensivas em demasia.

Por outro lado, o América-MG se manteve consistente durante todo o tempo. Mesmo sem a mesma ofensividade da etapa inicial, o Coelho aparentava maior tranquilidade que o adversário. O resultado foi que o time americano não agrediu o Sport como deveria, sabendo que 1 a 0 era perigoso.

O América-MG se segurou, mas acabou levando o gol de empate. Aos 48 minutos, Samuel Xavier lançou na grande área, e Mark González - em posição irregular - cabeceou a bola para o gol. Após muitas oportunidades do rubro-negro, a última jogada ofensiva do Sport puniu o Coelho, que tinha a vitória praticamente assegurada.