Com time indefinido, Sport encerra preparação para estreia na Copa Sul-Americana

Ainda sem contar com o meia-atacante Diego Souza, lesionado, treinador Oswaldo de Oliveira faz mistério para definir time titular contra rival

Com time indefinido, Sport encerra preparação para estreia na Copa Sul-Americana
Comandante rubro-negro, no entanto, sinaliza mudanças na equipe derrotada pelo Botafogo (Foto: Williams Aguiar/Sport)

Com apenas dois treinos após a derrota para o Botafogo, o Sport gira a página e foca na estreia na Copa Sul-Americana 2016, que será em partida contra o rival Santa Cruz, na noite dessa quarta-feira (24), na Arena de Pernambuco. Certo mesmo é que o Leão não vai poder ter o meia Diego Souza, ainda lesionado e com chances de atuar no fim de semana diante do Internacional, pela 22ª rodada do Brasileirão.

Apesar da ausência do camisa 87, o treinador Oswaldo de Oliveira fez treinamento fechado na tarde desta terça-feira (23) e decidiu por não confirmar o time que jogará o clássico. Insatisfeito com o rendimento da partida diante do Fogão, Oswaldo sinalizou que faria alterações na equipe, mas sem confirmar quais.

Uma outra certeza é a volta de Rodney Wallace à lateral-esquerda, já que estava cumprindo suspensão e foi substituído por Renê. A baixa produtividade no embate com a Estrela Solitária pode fazer com que Samuel Xavier, Paulo Roberto, Everton Felipe e Edmilson percam um espaço nos 11 iniciais, devendo ser substituídos por Apodi, Serginho, Reinaldo Lenis e Ruiz, respectivamente, conforme destacou o técnico.

"Jogaremos uma competição diferente e teremos um clássico. Isso para nós tem um peso muito grande e é muito importante. Por isso, terei que pensar bem em quem está com condições. Tenho algumas dúvidas por causa do índice técnico e das condições do último jogo e estou levando isso em consideração", declarou Oliveira.

As duas únicas movimentações que o elenco leonino fez foram todas no palco do duelo, visando se acostumar. Com o grupo no gramado, o comandante focou na bola parada, analisando também os rebotes e a ligação com velocidade no contra-ataque, uma arma que vem sendo a mais importante. Estreante no clássico, já que não teve oportunidade de ser inscrito no Pernambucano, o costa-riquenho valoriza a chance de jogar e espera ajudar.

"Sei que é uma partida intensa e de muita entrega por parte de todos os jogadores. Esse jogo, especialmente, significa muito para mim, uma vez que já tive a chance de estar presente ao ambiente do clássico, contudo não consegui jogar. Agora estou aqui para entrar em campo e ajudar a equipe a conseguir um bom resultado", assegurou o polivalente.

Indefinições à parte, o Leão deverá ser escalado com: Magrão; Apodi, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Serginho, Rithely, Reinaldo Lenis, Gabriel Xavier e Rogério; Ruiz. A definição das peças, todavia, só vai sair momentos antes da bola rolar.