Autor de gol heroico contra Inter, Vinícius Araújo comemora ressurgimento no Sport

Atacante, que vinha contestado pela torcida por conta de más atuações, voltou a jogar após quase um turno e evitou revés para Colorado

Autor de gol heroico contra Inter, Vinícius Araújo comemora ressurgimento no Sport
Empate diante do time gaúcho faz Leão seguir afastado da zona de rebaixamento (Foto: Williams Aguiar/Sport)

Em uma noite que praticamente nada deu certo, o Sport conseguiu se salvar no fim. No jogo diante do Internacional, válido pela 22ª rodada e na Arena de Pernambuco, o Leão não resistiu e impediu novo revés no Campeonato Brasileiro 2016, arrancando um empate por 1 a 1 e se afastando da zona de rebaixamento na noite deste domingo (28).

Considerado bom resultado, pelas circunstâncias do embate, o rubro-negro contou com o ressurgimento do atacante Vinícius Araújo, que estava há quase um turno sem atuar e marcou o gol heroico contra o Colorado, evitando a derrota. Feliz pela oportunidade, Vinícius exalta a auto-confiança, ainda que tivesse perdido uma outra chance antes, citando também a força do adversário.

"O artilheiro tem que estar na hora certa e no momento certo. Quando entrei, tive uma boa oportunidade e aprendi que não pode desesperar. Estava confiante e centrado. Na oportunidade seguinte, eu não poderia deixar passar e isso foi um ponto muito importante, pois a gente sabia que o jogo ia ser difícil. Apesar dessa sequência sem conseguir vitórias, o Internacional é complicado e tem jogadores de qualidade", disse após o confronto, se mostrando otimista para a sequência do Brasileirão e reforça sua dedicação nos treinos.

"A gente sabia que era importante não deixar de pontuar, porém o time veio buscando a vitória. Nas circunstâncias do jogo, contudo, o empate era fundamental. Oswaldo sabe que estou aqui por trabalhar firme nos treinamentos e, se ele não visse meu empenho e minha dedicação, com certeza não me colocaria a hora certa", completou o centroavante.

Oswaldo de Oliveira, treinador leonino e que foi expulso de campo, criticou a arbitragem e destacou o carioca Grazianni Maciel Rocha. O comandante do time pernambucano poupou polemizar e citou outra má atuação de um árbitro considerdo "inexperiente", e utilizando o pênalti marcado a favor dos gaúchos como exemplo de suas críticas.

"No duelo diante do Vitória (pela 12ª rodada), a arbitragem foi de um árbitro inexperiente, que não tinha lastro no Campeonato Brasileiro e aquele jogo foi catastrófico. O árbitro de hoje (Grazianni), acho que é o segundo jogo que ele apita. Tem que fazer laboratório contra o Sport? Todo árbitro que vai iniciar tem que ser contra o Sport? Vi o pênalti no intervalo e o Paulo Roberto nem toca no cara. Ainda teve o ataque nas costas de Gabriel Xavier. Aquilo sim era pênalti", enfatizou o técnico.

A equipe da Praça da Bandeira, com a igualdade, fica na 12ª posição e somando 27 pontos, três à frente do Inter, primeiro clube da zona de rebaixamento. A próxima partida é nessa quarta-feira (31), às 21h45, com o arquirrival Santa Cruz na Arena de Pernambuco, pela segunda fase da Copa Sul-Americana. Após empate sem gols na ida, somente a vitória interessa para garantir classificação às oitavas de final.