Oswaldo destaca empenho do Sport, mas lamenta derrota para Coritiba

Comandante enaltece esforço da equipe para buscar a vitória durante todo o jogo e aponta erros cruciais no resultado

Oswaldo destaca empenho do Sport, mas lamenta derrota para Coritiba
Revés foi o terceiro do Leão no Brasileiro como mandante, que o deixou próximo da degola (Foto: Williams Aguiar/Sport

A atuação não foi das melhores. O confronto era importante, contudo o Sport não rendeu o esperado. Na tarde deste domingo (18), o Leão acabou derrotado dentro de casa para o Coritiba por 1 a 0, que o deixou mais próximo da zona de rebaixamento, em duelo válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016.

Um dos que mais se desagradadou pelo resultado negativo, o terceiro como mandante, foi o treinador Oswaldo de Oliveira, que abriu sua coletiva dizendo "atirem a primeira pedra", fazendo alusão às críticas dos torcedores. Oswaldo admitiu que as falhas, tanto ofensivas como defensivas, foram fundamentais para o revés, entretanto destacando o esforço mostrado em campo.

"Treinamos muito essa situação, tanto ofensiva como defensivamente. Estávamos melhor, no campo deles, com mais domínio, mas acabamos falhando. Isso desarrumou o time, que sentiu e custou caro na reação, mesmo com a supremacia. Fiquei com raiva por conta das cobranças e, por eu ter afeto nos clubes que passo, pedi para a torcida parar, já que estava atrapalhando o grupo", declarou, reforçando que as mudanças foram para tentar mexer no estilo de jogar.

"Tem vezes que a intenção não é bem-sucedida, conforme aconteceu. O Rogério não pôde atuar nos 90 minutos devido ao alto nível de CK, por isso que não o coloquei desde o início. Gabriel tem boa movimentação e sabe fazer jogadas para entrar, que era necessário devido à postura do Coritiba, que estava bem seguro na defesa. Vinícius foi testado para ser homem-gol, baseado nos últimos jogos, mas não deu certo", lamentou.

O comandante leonino ainda criticou as vaias da torcida durante e no fim, ainda que reconhecesse a importância do jogo. Oliveira garantiu que os descuidos dados pesaram para o decorrer, como aconteceu em outras oportunidades e fazendo a equipe ter queda no desempenho, exaltando o equilíbrio do torneio.

"Para mim, as vaias pesam muito menos que nos jogadores, já que não posso entrar em campo. A derrota foi ruim, por ser confronto direto e, mesmo com a equipe tendo jogado como antes, perdemos. Infelizmente, alguns descuidos nos deixou desatentos e isso fez seguirmos sem bom rendimento. O campeonato tá equilibrado, com times como Cruzeiro e Internacional lutando na parte de baixo da tabela, porém podemos ter oportunidades de se afastar de novo", falando da baixa produtividade de Diego Souza e Rogério por conta das recentes lesões.

"Diego jogar bem não depende exclusivamente de nós, porém ele vem se esforçando. A lesão não apenas o interferiu, pois aconteceu também com Rogério eles eram nossos dois melhores jogadores, mas caíram de rendimento ao voltarem. Independente disso, todos estão se esforçando ao máximo para atacar e jogar bem, mas isso nos atrapalhou no ritmo de jogo e nem sempre conseguimos atingir o objetivo", encerrou.

A derrota fez os pernambucanos caírem na tabela, indo à 14ª posição e somando os mesmos 30 pontos de antes. A próxima partida leonina é somente no sábado (24) às 18h30, novamente ante seus torcedores, com nova possibilidade de se afastar da degola e contra o Santos com o retorno do goleiro Magrão.