Artilheiro do Carioca, Riascos é a aposta que deu certo no Vasco

Amuleto do técnico Jorginho, Riascos tem apresentado seu bom futebol e vem convencendo os torcedores cada vez mais

Artilheiro do Carioca, Riascos é a aposta que deu certo no Vasco
O atacante tem sido decisivo (Foto: Carlos Gregório Jr / Vasco.com.br)

Constante alvo de críticas em 2015, Duvier Riascos, sem dúvidas, se redimiu em 2016. O colombiano é o artilheiro do Vasco na temporada e tem sido fundamental nas escalações do técnico Jorginho. Riascos pode estar próximo de não ter mais vínculo com o time da Colina, pois seu empréstimo está próximo do fim. Mesmo com seu futuro incerto, o atacante está focado na final do Campeonato Carioca e quer deixar o seu legado no Rio de Janeiro.

Apresentação do colombiano na Colina Histórica (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

O jogador foi comprado pelo Cruzeiro em 2015, mas não ficou muito tempo por lá, logo foi emprestado ao Vasco da Gama, em maio do mesmo ano. Na sua estreia contra, o Atlético Mineiro, o cenário no clube era desanimador e foi nessa derrota por 3 a 0 que o Vasco caiu da 15° posição para a zona de rebaixamento. A equipe lutava contra mais uma queda para série B e contava com Riascos para que o time engrenasse de vez, deixando o G4. Nada aconteceu como o planejado e o Gigante da Colina foi sofrendo em cada empate e cada derrota, até o inevitável. A queda.

Diante de um Vasco fragilizado e um atacante que não rendeu o esperado, Jorginho acreditou no time, mas acreditou principalmente em Riascos. Mesmo tendo sido criticado pelos torcedores em 2015, Jorginho lutou para que Riascos se reinventasse dentro da equipe. Era janeiro de 2016 e o campeonato era o Carioca – que o atual campeão é o time de São Januário. A equipe foi se moldando e o colombiano foi fazendo o que é necessário a um atacante: gols.

Hoje, artilheiro do Campeonato Carioca e do clube, com nove gols, Riascos brilha. Mesmo com grandes chances de não continuar defendendo a Cruz de Malta, o artilheiro ainda tem os dois jogos da final do Carioca, contra o Botafogo, nos quais pode ampliar sua vantagem na artilharia e deixar sua marca por lá.

“Já fui artilheiro na China. Acham que é mais fácil, mas fui. Fui artilheiro na Venezuela, vice-artilheiro no México. Estou muito focado. Todo jogador que ficar na história dos clubes e o trabalho no Vasco tem sido importante para mim”, afirmou.

Claro que antes de ser emprestado ao Cruzmaltino, Riascos teve passagens importantes por outros clubes ao redor do globo. Passou duas temporadas na China (2011/2012), defendendo o Shanghai Shenhua, no qual fez 24 gols. Já no México, Riascos atuou no período de 2012 a 2015 e vestiu as camisas de Puebla, Tijuana, Pachuca e Monarcas Morelia.

A palavra certa para descrever o artilheiro do Vasco é amuleto. Além de ser fundamental para o elenco é um jogador completo, que ataca, defende e é decisivo, principalmente nos clássicos. De fato, Riascos é a aposta que deu certo.