Nenê revela sondagens do Atlético-MG e foca na Seleção: "Estou em um nível muito bom"

Nenê diz que até ficou balançado com a ideia de jogar a Libertadores, mas sua vontade era ficar: "Quero fazer história no Vasco"

Nenê revela sondagens do Atlético-MG e foca na Seleção: "Estou em um nível muito bom"
(Foto: Paulo Fernandes/Vasco da Gama)

Quando pensamos no atual elenco do Vasco, logo vem a mente um nome: Nenê. O craque que é artilheiro do time na Série B e vem efetuando excelentes partidas com a camisa cruz-maltina desde que chegou ao clube no meio de 2015, revelou que recebeu proposta do Atlético-MG no final da temporada passada.

Segundo o jogador, ele se diz contente que não só o Galo tenha feito procura, mas também diversos clubes, que isso é um reconhecimento ao trabalho dele. 

"Imprensa gosta de especular. No final do ano, todo mundo sabe, foram vários clubes. Fico feliz de meu trabalho ser reconhecido. No final do ano, não era especulação. Mas agora não tem nada. Está tudo tranquilo. Eu estou bem, estou feliz. Não tenho intenção de sair do país. Penso em continuar aqui, fazer história no Vasco. Claro que, no futebol, nunca se sabe. Mas o pensamento é de ficar", comentou.

Em relação ao time mineiro, frisou que foi uma boa proposta, que chegou a balançar a respeito do seu futuro, mas sua passagem pelo Vasco, o que tinha passado no Cruz-maltino após sua chegada, o como a torcida o abraçou, foram fatores que pesaram para sua permanência.

"Cheguei a considerar. Era uma Libertadores, um time bom. Fiquei pensando nisso. Coloquei na balança tudo que eu já tinha passado aqui, mesmo em tão pouco tempo. Eu acreditava muito nisso, que as coisas iam correr muito bem. Posso jogar Libertadores no ano que vem ainda. Por ter ficado, consegui um respeito, não só da torcida do Vasco, de todo mundo por eu ter ficado em momento difícil, apesar das propostas, quando o Vasco caiu. Isso foi uma coisa importante, para o torcedor e para mim também"

Questionado sobre Seleção Brasileira, diz que é um sonho poder voltar a vestir a amarelinha. Alega também estar preparado fisicamente para atuar, caso seja convocado, mesmo com idade avançada.

"Acho que se fosse falar sobre minha idade, meu condicionamento físico, isso não seria um problema. Eu creio que estou em um nível muito bom. É claro que às vezes falam: 'pô, mas está na Série B', mas acho que isso é uma coisa que é indiferente, muitas vezes a Série B é até mais difícil de fazer alguma coisa. É muita pancada, não tem espaço, os times todos atrás. Então eu acredito que sim. A gente sempre tem que pensar numa maneira positiva, e quem sabe uma hora eu possa chegar e ser convocado"

O Vasco é líder da Segundona com 19 pontos, em sete jogos. Neste sábado (11) enfrenta o Atlético-GO, que está três pontos atrás.