Final do Carioca de Basquete será disputada apenas no dia 6 de dezembro

Com calendário apertado pelo início do NBB, Federação resolve marcar a partida apenas no último mês do ano

Final do Carioca de Basquete será disputada apenas no dia 6 de dezembro
Ginásio de São Januário - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Após alguns dias de incertezas sobre a realização do último jogo da série final do Campeonato Carioca de Basquete, a FBERJ (Federação de Basquetebol do Estado do Rio de Janeiro) bateu o martelo e definiu dia e local de realização da partida nesta segunda-feira (31). 

Como era de se esperar, o duelo será disputado no Tijuca Tênis Clube, palco dos clássicos do primeiro turno da competição. Porém, o que impressionou na decisão da Federação foi marcar a partida para o dia 6 de dezembro, em mais de um mês, em meio à disputa do Novo Basquete Brasil.

A competição nacional, aliás, foi a principal causadora de uma data tão distante. Com seu início marcado para o dia 5 de novembro, poucas datas sobraram para a disputa de outros duelos. Será aproveitado o tempo disponibilizado às competições internacionais para finalmente conhecermos o novo campeão carioca.  

Briga entre a torcida do Flamengo iniciou a confusão nas finais do Campeonato Carioca

No primeiro turno, Vasco e Flamengo se enfrentaram duas vezes, em partidas disputadas com torcida única. No primeiro duelo, vencido pelo Vasco, a torcida presente era a rubro-negra e a mesma entrou em conflito interno, chegando a ocasionar a paralização do confronto durante alguns minutos. 

Algumas semanas após o incidente, a Federação decidiu punir o Flamengo com a perda do direito de ter sua torcida presente por duas partidas. O primeiro jogo da final do Estadual, por ser com portões fechados, foi disputado na Gávea, enquanto o segundo ocorreu em São Januário. Porém, havia um acordo que proíbia a realização de clássicos com presença da torcida no ginásio vascaíno, além da falta de alguns documentos necessários para a realização da final. Com isso, a partida também foi realizada com portões fechados, na quinta-feira (27), um dia após a data inicialmente definida. 

O terceiro duelo, que seria disputado na sexta-feira (28), teria de ser remarcado, já que o regulamento diz que deve-se respeitar um prazo de 48 horas entre uma partida e outra. Seguindo a lógica, a finalíssima ocorreria no sábado, porém, foi a vez do GEPE (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) se envolver e declarar que não teria contigente suficiente no dia para garantir a segurança dos torcedores, já que a rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol havia sido antecipada e o Fluminense enfrentaria o Vitória no Maracanã, partida qual necessitava de maior atenção.

Após todo impasse, poucas notícias foram divulgadas sobre a partida até o início desta semana, quando a Federação confirmou data e local de realização da mesma. Os clubes ainda não se manifestaram sobre a decisão, mas tudo indica que não deva haver mais contestações e a definição da Federação seja válida.