Martín Silva reduz euforia por possível volta à liderança: “Precisamos vencer primeiro”

Goleiro uruguaio lembra da sequência difícil nas últimas rodadas e alerta para a necessidade de garantir o acesso com antecedência para seguir Dragão pela ponta

Martín Silva reduz euforia por possível volta à liderança: “Precisamos vencer primeiro”
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Após o fim do último treinamento da equipe antes da folga para o feriado desta quarta, Martín Silva concedeu entrevista coletiva em São Januário. Dentre vários assuntos abordados no encontro, o que mais se destacou foi a pressa do arqueiro para que a equipe garanta, de uma vez por todas, a vaga na primeira divisão no próximo ano. Para o uruguaio, o quanto antes a equipe conseguir garantir a vaga, melhor, já que o elenco terá mais tempo tranquilo para buscar tirar a diferença de três pontos para o Atlético-GO, na luta pelo título. Contudo, o camisa 1 não acredita em vida fácil para o Cruzmaltino nas próximas rodadas, diante de Brasil, Bragantino, Luverdense, Criciúma e Ceará.

“A obrigação é a mesma. Como sempre disse, o título não vai mudar nada na história do Vasco, mas queremos ser campeões. O objetivo nosso é o acesso tranquilo e o título. A meta ainda não foi alcançada, mas estamos no caminho certo. Agora teremos rivais complicados pelo caminho. Quando time não tem nada a perder, o jogo se torna mais complicado ainda. Temos que fazer o nosso trabalho da maneira certa e cumprir com nossos objetivos com antecedência, até para ficarmos tranquilos e brigarmos pelo título até a última rodada”, lembrou o goleiro.

A liderança, companheira do Vasco durante quase toda a temporada, mas perdida recentemente, poderá voltar a fazer parte das realidades do clube já na próxima rodada. Caso os vascaínos vençam o Brasil, e o Dragão seja superado no clássico, diante do Goiás, pelos critérios de desempate, o Gigante da Colina retomaria o lugar mais alto da classificação. Mas segundo o próprio ídolo vascaíno, tudo dependerá da vitória no Bento Freitas, diante da forte equipe de Pelotas.

“É possível recuperar a liderança na próxima rodada sim, mas primeiro temos que ganhar. Só podemos pensar num tropeço do Atlético Goianiense depois de fazermos a nossa parte. Não importa ficar em primeiro ou segundo agora, é fundamental que estejamos na liderança na rodada final. Temos que sempre ter paciência e fazer o nosso papel antes de contar com a ajuda das outras equipes”.

O Vasco da Gama entra em campo no próximo sábado (5), quando começa a maratona final de jogos decisivos. O primeiro dos confrontos será diante do Brasil, às 16h20 (de Brasília), no Estádio Bento de Freitas, em Pelotas. Em caso de vitória, a equipe depende de derrota do Atlético-GO diante do Goiás, para voltar a liderança da Série B.