Vitória surpreende Grêmio fora de casa e se afasta da zona de rebaixamento

Rubro-negro baiano construiu vantagem no primeiro tempo e suportou pressão gaúcha em toda a etapa final para conquistar importante triunfo fora de casa

Vitória surpreende Grêmio fora de casa e se afasta da zona de rebaixamento
(Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Grêmio
1 2
Vitória
Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Bressan, Fred e Marcelo Oliveira; Walace, Ramiro (Jailson - intervalo), Douglas (Negueba - 20'/2ºT) e Giuliano; Luan e Éverton (Marcelo Hermes - 32'/2ºT). Técnico: Roger Machado.
Vitória: Fernando Miguel; Victor Ramos, Ramon e Kadu; Diego Renan, Amaral (Leandro Domingues - 24'/2ºT), Willian Farias, Tiago Real e Euller (José Welison - 38'/2ºT); Kieza e Dagoberto (Marcelo - 31'/2ºT). Técnico: Vagner Mancini.
Placar: 0-1, Kieza, 25'/1ºT. 0-2, Diego Renan, 31'/1ºT. 1-2, Victor Ramos [contra], 10'/2ºT
ÁRBITRO: Sandro Meira Ricci (FIFA/SC), auxiliado por Carlos Berkenbrock (SC) e Neuza Inês Back (FIFA/SC) | Cartões amarelos: Victor Ramos (VIT - 20'/1ºT), Dagoberto (VIT - 25'/1ºT), Bressan (GRE - 27' e 30'/1ºT), Ramiro (GRE - 41'/1ºT), Tiago Real (VIT - 44'/1ºT), Walace (GRE - 44'/1ºT), Euller (VIT - 10'/2ºT), Marcelo Oliveira (GRE - 20'/2ºT) | Cartão vermelho: Bressan (GRE - 30'/1ºT)
INCIDENCIAS: Partida válida pela rodada 11 do Campeonato Brasileiro da Série A 2016 e disputada na Arena do Grêmio, em Porto Alegre/RS, na noite desta quinta-feira (23)

Em situações opostas na tabela de classificação, Grêmio e Vitória mediram forças no começo da noite desta quinta-feira (23), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre/RS. O jogo, válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2016, foi bastante movimentado e teve emoção até o fim. Ao fim das contas, o rubro-negro foi mais efetivo nas finalizações e conquistou importante triunfo por 2 a 1. Kieza e Diego Renan assinalaram os tentos da equipe baiana, enquanto Victor Ramos (contra) diminuiu para os gaúchos.

Mesmo com a derrota, o Tricolor permanece no G-4. A equipe segue no terceiro lugar, com 18 pontos ganhos. Os baianos ganharam sobrevida e se afastaram da zona de rebaixamento. O clube ocupa o 14º posto, com 12 pontos somados. Além disso, o primeiro resultado positivo conquistado fora de casa na atual edição da competição nacional encerrou o tabu de 34 anos sem vencer em Porto Alegre. A próxima rodada será realizada neste fim de semana, e os times entram em campo às 16 horas do domingo (26). O Vitória encara a Ponte Preta no Barradão, em Salvador/BA; por sua vez, o Grêmio enfrenta o Atlético-PR na Arena da Baixada, em Curitiba, capital paranaense.

Vitória efetivo nas finalizações e abre vantagem com polêmica

O primeiro tempo começou equilibrado, embora o Grêmio tivesse mais finalizações perigosas. Logo no primeiro minuto de jogo, Éverton avançou pela esquerda, passou pela marcação de Ramon e cruzou para Luan. O atacante finalizou por cima da meta defendida por Fernando Miguel. Aos sete, Ramiro inverteu o jogo para Éverton. O zagueiro Kanu desviou mal e o próprio Éverton finalizou, mas errou o alvo. Dez minutos depois, foi a vez de Luan avançar e tocar para Giuliano. O meia-atacante bateu de primeira para a defesa do arqueiro rubro-negro.

Aos poucos, a partida ficou mais aberta e o Vitória pôde se aproveitar da grande quantidade de passes errados da equipe mandante para ter momentos de perigo e chances de abrir o marcador. Em uma dessas o objetivo foi alcançado. Aos 24, Tiago Real recebeu passe de Diego Renan e arriscou de fora da área sem muito perigo. Um minuto depois, Diego Renan avançou pelo lado direito de ataque e cruzou na medida para Kieza cabecear e marcar o primeiro gol do Vitória.

O Grêmio cedeu mais espaços na defesa para buscar o empate. Porém, um lance polêmico deixou a situação ainda mais complicada para os gaúchos. Aos 30 minutos, Dagoberto passou por Bressan e caiu na área. A arbitragem assinalou penalidade máxima e ainda expulsou o zagueiro, que recebeu o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho. Na cobrança, Diego Renan bateu no meio do gol e Marcelo Grohe não conseguiu fazer a defesa.

O Grêmio ficou desequilibrado com o gol, com a inferioridade numérica e foi totalmente atrapalhado pelo nervosismo. Muitos passes errados, muita indefinição na hora de construir jogadas no setor de ataque. Assim, o Vitória ficou mais perto de marcar o terceiro gol em jogadas de contra-ataque. Amaral avançou pelo meio e acionou Dagoberto. O atacante mandou para o gol e Marcelo Grohe defendeu em dois tempos. Aos 41 minutos, Dagoberto acionou Kieza na área e o centroavante bateu rasteiro, para a intervenção do arqueiro tricolor.

Grêmio pressiona, diminui, mas não evita derrota

O panorama do segundo tempo estava bem evidente. O Grêmio iria adiantar as peças em busca de um gol no começo da etapa complementar para não ter um resultado positivo em casa, enquanto o Vitória adotaria uma forte marcação em busca de um contra-ataque para sacramentar o importante triunfo conquistado longe de seus domínios. Os donos da casa apresentavam os mesmos erros dos primeiros 45 minutos, principalmente quanto aos passes errados.

O Tricolor ganhou sobrevida em busca da reação aos 10 minutos, quando Edílson cruzou pela direita, o goleiro Fernando Miguel deu um soco na bola, mas a pelota acertou o rosto do zagueiro Victor Ramos e entrou: gol contra do defensor. Com mais espaços, o rubro-negro baiano tentou brecar a reação nos lances seguintes ao gol. Primeiro, Dagoberto entrou na área e bateu cruzado com mutio perigo. Em seguida, Euller agiu da mesma forma que o lance anterior. Avançou, entrou na área e bateu cruzado. Desta vez, Marcelo Grohe evitou o terceiro gol da equipe nordestina.

O jogo caiu de rendimento com o passar do tempo, principalmente no período que os treinadores realizaram as modificações. O Grêmio tentava furar o bloqueio adversário, mas apenas tocava a bola no meio de campo e na intermediária, sem levar maiores perigos ao goleiro Fernando Miguel. Aos 25 minutos, Marcelo Hermes cruzou na esquerda e o arqueiro se esticou para defender sem sustos. No lance seguinte, Edílson avançou pela direita e encheu o pé. Fernando Miguel espalmou e, no rebote, Diego Renan salvou na pequena área. Depois, Luan acionou Giuliano em lançamento. O meia recebeu entre dois defensores e bateu prensado, sem perigo.

Na reta final do jogo, o Vitória teve seus momentos para sacramentar a vitória e encerrar as chances do Grêmio empatar. Aos 33 minutos, Tiago Real cobrou escanteio e Kieza desviou de cabeça. A bola passou muito perto da segunda trave e o goleiro Marcelo Grohe apenas observou. Aos 36, Leandro Domingues chegou na cara do gol, ajeitou, mas demorou para bater e chutou muito fraco. Em resposta, os gaúchos voltaram a atacar. Fred tocou para Giuliano e o jogador passou pela marcação para finalizar. Fernando Miguel defendeu em dois tempos.

Aos 45 minutos, a melhor oportunidade do Grêmio de empatar o jogo e coroar a reação. Luan foi acionado em lançamento nas costas da defesa. O atacante gremista ficou frente a frente com o goleiro Fernando Miguel e errou na hora de finalizar. A chance desperdiçada custou caro e a equipe baiana saiu com a vitória.