Brasil vence Montenegro e confirma classificação em primeiro lugar no handebol feminino

Seleção feminina já tinha entrado em quadra classificada, restava apenas confirmar a posição e com a vitória terminou em primeiro no Grupo A

Brasil vence Montenegro e confirma classificação em primeiro lugar no handebol feminino
Foto: Reuters
Brasil
29 23
Montenegro

A seleção feminina entrou em quadra na manhã deste domingo (14), na Arena do Futuro, já classificada. Pela frente, Montenegro, já eliminada. O objetivo era vencer e se classificar em primeiro lugar. Mais uma vez as meninas do Brasil não decepcionaram e venceram por 29 a 23, confirmando o primeiro lugar no Grupo A, independente do resultado entre Noruega e Romênia que jogam mais tarde.

A vitória veio graças as boas atuações de Babi e Ana Paula. Nas quartas de final a adversária será a quarta colocada do Grupo B, que no momento é a Holanda, mas corre o risco de ser a Suécia - atual terceira colocada. O confronto será na próxima terça-feira (16), na Arena do Futuro, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca.

Brasil domina primeiro tempo

Já classificadas e buscando uma vitória simples para garantir o primeiro lugar do grupo, o Brasil começou com tudo para cima de Montenegro. Com cinco minutos, a seleção brasileira já vencia por 5 a 1, com dois gols de Ana Paula e Alê, e mais um de Fernanda.

Se no ataque as coisas funcionavam, na defesa também. Babi defendia quase tudo, um verdadeiro paredão. Aos poucos, as adversárias começaram a oferecer mais perigo e diminuíram o placar para 6 a 4 com dois gols de Mehmedovic, aos 11 minutos.

Só que o bom momento de Montenegro logo passou quando Ana Paula acertou a mão novamente e o Brasil abriu frente de 9 a 5. Com 25 minutos, o Brasil tinha vantagem de três gols e vencia por 12 a 9. No fim do primeiro tempo, as montenegrinas conseguiram marcar mais um e a seleção brasileira foi para o intervalo vencendo por 12 a 10.

Brasil mantém vantagem e garante classificação em primeiro

O segundo tempo não começou diferente do primeiro. Mesmo com a rodagem do banco e dando oportunidades as jovens para poupar suas principais jogadoras, o Brasil manteve a vantagem e com seis minutos vencia por 16 a 12.

A rodagem fazia as atletas dividirem bem os gols. A jovem Tamires que entrou no segundo tempo somava três gols, enquanto Fernanda tinha quatro. Na defesa, Babi salvava e o Brasil chegou a abrir cinco gols de vantagem, vencendo por 21 a 16.

Na metade final do segundo tempo, Montenegro até ensaiou uma reação, mas novamente pararam nas defesas de Babi. Com a Arena do Futuro jogando junto e restando cinco minutos para o fim do jogo, o Brasil apenas administrou o placar e atropelou no final, vencendo por 29 a 23 com direito a gritos de "o campeão voltou" vindo das arquibancadas.